Publicidade

Estado de Minas

Nestlé encerra patrocínio da IAAF devido a escândalos


postado em 11/02/2016 00:46

A produtora de alimentos Nestlé anunciou nesta quarta-feira que encerrou o acordo de patrocínio com a Federação Internacional de Atletismo (IAAF), devido aos escândalos de corrupção e de doping que envolvem a entidade.

"Decidimos pôr fim de maneira imediata ao nosso patrocínio do programa da IAAF para as crianças ('IAAF Kids Athletics programme')", anunciou a porta-voz do grupo, Lydia Méziani, em e-mail enviado à AFP.

A Nestlé financiava desde 2012 este programa criado em 2005. Desde então, segundo a IAAF, permitiu iniciar no atletismo "mais de 15 milhões de crianças de 76 países".

"Esta decisão foi tomada pela publicidade negativa relacionada às acusações de corrupção e de doping contra a IAAF", explicou.

"Pensamos que isso poderia ter um impacto negativo na nossa reputação e na nossa imagem", completou a porta-voz.

Bastante incomodado com o anúncio da companhia, o presidente da IAAF, Sebastian Coe, garantiu que não aceitará a decisão.

"Irritado e consternado com o anúncio de hoje aos meninos atletas. Não aceitaremos. Serão os garotos que vão sofrer", declarou Coe, em um breve comunicado publicado pela IAAF.

A saída do aporte financeiro da Nestlé é o primeiro duro golpe sofrido pela IAAF, que passa dificuldades desde que foi acusada de esconder casos de doping no atletismo russo.

A IAAF reagiu às acusações, suspendendo a Rússia de participar de qualquer competição internacional até nova ordem. A medida pode impedir os atletas russos de disputarem os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto.

A Justiça francesa indiciou diversos dirigentes da IAAF por corrupção, entre eles, o ex-presidente Lamine Diack.


Publicidade