Publicidade

Estado de Minas

Adidas cancela patrocínio à IAAF


postado em 24/01/2016 21:55

A fabricante alemã de material esportivo Adidas, maior patrocinadora da Federação Internacional de Atletismo (IAAF), envolvida em uma série de escândalos de corrupção, decidiu cancelar o vínculo com a entidade, afirmou a emissora inglesa BBC, neste domingo.

Segundo a BBC, a decisão da Adidas está diretamente relacionada ao escândalo de casos encobertos de doping que resultaram em novembro na suspensão da Federação Russa de Atletismo.

Neste mês, foi publicado a segunda parte do relatório da comissão independente da Agência Mundial Antidoping (Wada), que determinou que a corrupção era "parte integrante" da IAAF e que as irregularidades não poderiam ter sido cometidas sem o consentimento dos dirigentes, especialmente do ex-presidente Lamine Diack.

Diack foi indiciado por corrupção passiva pela justiça francesa.

Segundo a BBC, a Adidas considera que os escândalos são motivos suficientes para o cancelamento do patrocínio à IAAF e já teria informado a decisão à entidade que rege o atletismo.

O patrocínio de onze anos foi assinado em 2008 e devia ser prolongado até 2019. A BBC estima o valor do vínculo em 8 milhões de dólares anuais.

De acordo com esta estimativa, a IAAF deixará de arrecadar cerca de 30 milhões de dólares nos próximos quatro anos.

O fim do patrocínio da Adidas traria um novo quebra-cabeça para o novo presidente da IAAF, o britânico Sebastian Coe, num momento chave para o atletismo, com a aproximação dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.


Publicidade