Publicidade

Estado de Minas

Papa cria tribunal para julgar bispos que acobertam casos de abuso sexual

A reforma é um marco importante para mostrar o compromisso de Francisco na luta contra a pedofilia de religiosos


postado em 10/06/2015 13:41

No ano passado, Francisco criou uma comissão para lutar contra a ocultação de abusos (foto: AFP Photo)
No ano passado, Francisco criou uma comissão para lutar contra a ocultação de abusos (foto: AFP Photo)
O papa Francisco autorizou o julgamento por "abuso de poder" dos bispos que acobertam os padres denunciados por abusos sexuais de menores de idade ou pessoas frágeis, anunciou o Vaticano. O pontífice ordenou a criação de um tribunal para estes casos, que será uma parte da Congregação para a Doutrina da Fé, explicou o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi.

 

O delito de "abuso de poder episcopal" foi revisado porque já existia no direito canônico, mas agora estão estabelecidos os mecanismos para abordar os casos, completou Lombardi. Esta é uma reforma importante para mostrar o compromisso de Francisco na luta contra a pedofilia de religiosos.

Francisco criou no ano passado uma comissão, formada por 17 pessoas de várias nacionalidades e vários laicos, incluindo representantes das vítimas, para lutar contra a ocultação de abusos, uma prática corrente nas últimas décadas dentro da Igreja Católica.

A comissão de especialistas, presidida pelo cardeal americano Sean O'Malley, elaborou a proposta, que foi aprovada pelo papa. Francisco também autorizou recursos para a criação do tribunal.


Publicidade