Publicidade

Estado de Minas

Com Malala, o Nobel da Paz rejuvenesce


postado em 10/10/2014 11:52

A paquistanesa Malala Yousafzai, recompensada nesta sexta-feira com o Nobel da Paz, é com 17 anos a mais jovem ganhadora deste prêmio desde sua criação, em 1901.

A média de idade dos premiados em todas as categorias é 59 anos. Os cientistas e escritores com frequência são recompensados no fim de sua carreira, com a aproximação de sua aposentadoria e às vezes mesmo depois, algo que provoca muitas críticas.

Até agora, apenas um vencedor havia recebido seu prêmio antes de completar 30 anos: o britânico William Lawrence Brag, que tinha 25 anos quando recebeu o Nobel de Física junto com seu pai em 1915 por seus trabalhos sobre os raios-x. Ele viveu até os 81 anos.

Duas mulheres, a britânica Mairead Corrigan Maguire (1976) e a iemenita Tawakkol Karman (2011), premiadas aos 32 anos, eram até esta sexta-feira as duas ganhadoras mais jovens do Nobel da Paz.

"Não se deve pensar na idade, é preciso pensar no que foi feito", disse à AFP o historiador dos Prêmios Nobel Gustav Kallstrand, curador no Museu Nobel de Estocolmo.

"É certo que 17 anos é um recorde, é a primeira vez que o prêmio vai para as mãos de uma menina", admitiu.

O júri não considerou sua idade um obstáculo, explicou à imprensa o presidente do Comitê Nobel norueguês, Thorbjoern Jagland.

Ele lembrou que a adolescente já recebeu muitos prêmios, entre eles o Sakharov do Parlamento Europeu, de uma maneira digna e que também poderia receber o Nobel.

"Para receber o Nobel da Paz, não é como para as Ciências, não é preciso esperar", disse Kallstrand, acrescentando que o Comitê Nobel norueguês havia recompensado nos últimos anos personalidades atuais.

Além disso, o prêmio está concebido como uma fonte de inspiração em favor da paz e dos direitos humanos. "É um sinal importante para os jovens ter escolhido Malala, demonstra que a pessoa pode começar jovem e ter influência", segundo o historiador.

O prêmio nobel mais veterano é o americano de origem russa Leonid Hurwicz, prêmio de Economia 2007 aos 90 anos. Falecido em junho de 2008, só pôde desfrutar por alguns meses de seu prêmio.

Entre as mulheres, a britânica Doris Lessing recebeu no mesmo ano, aos 87 anos, o Nobel de Literatura, e morreu no fim de 2013.

A adolescente paquistanesa divide o Prêmio Nobel da Paz 2014 com o indiano Kailash Satyarthi, de 60 anos, por seu combate contra a exploração infantil e o direito à educação.

Com eles, a média de idade dos vencedores do Nobel da Paz baixou de 62 a 61 anos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade