Publicidade

Estado de Minas

Empresa francesa apresenta dois mini-drones pilotados por smartphone


postado em 10/06/2014 20:16

Enquanto drones patrulham o céu ou entregam pacotes, o grupo francês Parrot anunciou que comercializará no verão do hemisfério norte dois mini-drones para entretenimento pilotados por dispositivo móvel.

"Queríamos criar robôs conectados a smartphones e tablets", explicou porta-voz Vanessa Loury à AFP durante uma apresentação nesta terça-feira em Nova York.

O "Rolling Spider" tem quatro hélices e pode se adaptar sobre duas rodas laterais, para rodar em círculos sobre o solo ou em paredes.

Outro modelo, o "Jumping Sumo" também roda em círculos, mas pode saltar até 80 centímetros de altura ou de comprimento.

Ambos são controlados por um aplicativo móvel compatível com os sistemas operacionais iOS (iPhone, iPad) e Android, e uma versão para Windows está prevista para setembro.

O primeiro se comunica por Bluetooth em um raio de 20 metros e pode fazer fotografias durante o voo.

O segundo utiliza conexão wifi, que permite o controle à distância e o acompanhamento pelo smartphone das imagens filmadas pela câmera integrada.

A autonomia das baterias recarregáveis é muito curta, de 8 minutos e 20 minutos, respectivamente.

Os dois dispositivos, que podem ser utilizados apenas por maiores de 16 anos, serão vendidos a partir de meados julho na França e em agosto nos Estados Unidos.

Além desses mini-drones de brinquedo, Parrot trabalha também com drones civis e profissionais, como o eBee, fabricado em associação com a empresa suíça Sensefly e utilizado com fins de cartografia ou na agricultura.

"Estamos no mercado de drones há quase cinco anos", disse Peter George, vice-presidente da Parrot para vendas no continente americano. Ele acrescentou que a empresa vendeu cerca de 750.000 no mundo, a metade disso nos Estados Unidos.


Publicidade