Publicidade

Estado de Minas

Prestigiosa escola de Nova York pode ter sido palco de abusos sexuais por 35 anos


postado em 26/04/2013 18:22

A justiça americana descobriu um "padrão sistemático" de suposto abuso sexual durante pelo menos 35 anos em uma escola particular de elite de Nova York, embora os casos tenham prescrevido.

"As averiguações realizadas pelo Gabinete do Procurador do Bronx e pela Polícia de Nova York revelam um padrão sistemático de suposto abuso", indicou o escritório de informação pública da Procuradoria em um comunicado, em referência à investigação que envolveu ex-alunos do centro educativo Horace Mann School.

A investigação começou após a publicação de um artigo em junho do ano passado pela revista do jornal The New York Times no qual foram detalhados casos de abuso sexual na escola situada no Bronx (norte de Nova York) desde os anos 1960 hasta mediados de 1990.

A Procuradoria do Bronx abriu uma linha de emergência às vítimas para que informem sobre esses supostos crimes, e também entrou em contato com as atuais autoridades de Horace Mann.

Em dez meses e meio, cerca de 30 pessoas entraram em contato com a Procuradoria, que realizou junto com a Polícia de Nova York cerca de 60 depoimentos, 25 deles de supostas vítimas de abusos.

"No total, recebemos informações diretas relativas a pelo menos 12 supostos abusadores diferentes", indica o relatório da justiça.

"Os abusos indicados vão do que poderia ser caracterizado como comportamento impróprio até deixar em risco um jovem, passando por contato sexual, relações sexuais e atos sexuais criminosos", acrescenta.

"O caso de abuso mais antigo que nos foi informado ocorreu em 1962. Enquanto a maior parte dos abusos denunciados ocorreu na década de 1970, outros atos de abuso foram registrados nas décadas de 1980 e 1990. O último caso denunciado data de 1996", continua.

O tempo decorrido desde que foram cometidos os supostos crimes fez com que prescrevessem, segundo a legislação do estado de Nova York, indicou a Procuradoria.

A Horace Mann School, fundada em 1887, faz parte da exclusiva Liga Ivy de Escolas Preparatórias, um grupo de oito colégios particulares de elite com sede em Nova York.

As escolas primária e secundária estão em Riverdale, no Bronx; o jardim de infância, em Manhattan.

Em seu relatório, a Procuradoria do Bronx também criticou o silêncio por parte das autoridades da escola durante quase quatro décadas, afirmando que tinham violado leis que obrigam a denunciar casos deste tipo.

Em setembro passado, após a publicação do artigo da revista do The New York Times e o início da investigação judicial, a Horace Mann School incluiu em seu manual para as famílias dos alunos uma nova "política de denúncia de abuso de jovens estudantes por parte de empregados da escola".

A Procuradoria do Bronx ainda teve que interferir depois para que a linguagem dessa política fosse modificada de modo a ressaltar a importância de notificar imediatamente autoridades policiais ou judiciais.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade