Publicidade

Estado de Minas

Explosão na Pemex foi provocada por acúmulo de gás


postado em 05/02/2013 06:25

A explosão de um edifício da petroleira estatal Pemex, que deixou 37 mortos, foi provocada por um acúmulo de gás no subsolo do complexo, anunciou o procurador-geral do México, Jesús Murillo Karam.

"Conseguimos determinar que a explosão foi provocada por um acúmulo de gás no subsolo do edifício", disse Karam.

Os primeiros andares do edifício de 13 andares ficaram destruídos na quinta-feira passada, quando a construção sofreu uma explosão pela expansão de gás "lenta e horizontal".

O problema provocou uma "explosão difusa" ao fazer contato com uma fonte de calor que pode ter sido uma faísca, explicou o procurador.

Murillo Karam negou a presença de resíduos de explosivos ou alguma cratera que indiquem a explosão de algum artefato.

O procurador explicou que maioria das mortes foi provocada pela queda de azulejos do edifício e que apenas três funcionários morreram por queimaduras.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade