Publicidade

Estado de Minas

Assessor de Netanyahu renuncia por assédio sexual


postado em 19/02/2012 14:43

O chefe de gabinete do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu vai renunciar sob um acordo judicial em que ele admite ter assediado sexualmente uma funcionária, disse o ministério da Justiça de Israel por meio de nota.

Natan Eshel, assessor de Netanyahu, vai renunciar ao cargo no fim do mês, segundo o ministério. Ele também será repreendido e proibido de exercer serviços públicos. O gabinete de Netanyahu recusou-se a comentar.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade