(none) || (none)
UAI
Publicidade

Estado de Minas FERIADO

Comércio de BH poderá funcionar no feriado de Corpus Christi

As lojas da capital poderão funcionar nesta quinta-feira (8/6), com a devida atenção aos direitos do trabalhador


06/06/2023 17:21 - atualizado 06/06/2023 18:55
432

Lojas com pessoas passando na porta em Belo Horizonte
Os requisitos para que as lojas operem no dia incluem jornada de trabalho de oito horas, com mínimo de uma hora de intervalo; pagamento de R$41,00 até o quinto dia útil seguinte ao mês do feriado; jornada de hora extra e mais (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
O comércio em Belo Horizonte vai poder funcionar no feriado de Corpus Christi, que acontece nesta quinta-feira (8/6), de acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). Para manter os funcionários trabalhando na data, os lojistas que optarem por abrir seus estabelecimentos deverão seguir as determinações da Convenção Coletiva de Trabalho 2022/2023 da categoria do comércio. 

Os requisitos para que as lojas operem no dia incluem jornada de trabalho de oito horas, com mínimo de uma hora de intervalo; pagamento de R$41,00 até o quinto dia útil seguinte ao mês do feriado; jornada de hora extra, com adicional de 70%; concessão de uma folga compensatória dentro de 60 dias após o mês do feriado, desde que não recaia em feriado ou repouso semanal remunerado. Decorrido o prazo, se o empregador não tiver concedido a folga, o empregado deve receber horas extras, pagas com o adicional de 100% sobre o valor do salário-hora normal.
Além disso, o empregador deve fornecer vale-transporte para o trabalho. Quanto aos shoppings, a jornada de trabalho deve ser das 14h às 20h, com exceção dos shoppings Cidade, Norte e Anchieta Garden, que vão funcionar das 10h às 16h.

Chegada do Dia dos Namorados

Para o presidente da CDL, Marcelo de Souza e Silva, o funcionamento do comércio durante o feriado será positivo para os comerciantes, tendo em vista a chegada do dia dos namorados, comemorado nessa segunda-feira (12/6). 
“Nossa pesquisa com consumidores da capital revelou que 72,8% dos belo-horizontinos vão comprar os presentes na semana que antecede a data. Por isso, será uma excelente oportunidade tanto para comerciantes, que poderão aumentar as vendas, quanto para os clientes, que terão a comodidade de realizar as compras com mais tranquilidade”, comentou Marcelo.

A expectativa da Câmara de Dirigentes Lojistas é de que a movimentação gerada pela data, ao longo do mês de junho, injete R$2,15 bilhões na economia de Belo Horizonte. O levantamento citado por Marcelo revela que 54,4% dos consumidores pretendem comprar os presentes em lojas físicas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade

(none) || (none)