UAI
Publicidade

Estado de Minas SUSPENSÃO INÉDITA

Prefeitura de Lagoa Santa interrompe transporte universitário gratuito

Mais de 40 alunos que estavam cadastrados para receber o serviço ficarão, portanto, sem transporte; gestão municipal alega baixa procura durante a pandemia


11/11/2021 16:55 - atualizado 11/11/2021 17:21

Ônibus escolares enfileirados
Serviço de transporte público gratuito é prestado a alunos do fundamental até o superior, mas foi interrompido apenas para universitários (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
Alunos do ensino superior que moram em Lagoa Santa e precisam de transporte escolar público gratuito para estudar em Belo Horizonte ficarão sem o serviço. A prefeitura da cidade da Região Metropolitana de Belo Horizonte informou nesta semana que o transporte está suspenso para os 46 alunos que fizeram o cadastro.
 
"A decisão foi tomada tendo em vista a baixa frequência dos alunos universitários e os altos custos de manutenção dos veículos. A suspensão é temporária e válida a partir de terça-feira (9/11)", informa comunicado da gestão municipal publicado nas redes sociais. 
 
A Secretaria Municipal de Educação informou que foi feito um monitoramento das listas de presença no último mês e constatou que ônibus estavam rodando com dois alunos por viagem e chegando a ter viagens sem nenhum estudante.
 

Alunos se preocupam

 
A preocupação da estudante Ana Carolina Silva é de que a decisão provisória se torne permanente. A aluna conta que já usou o transporte escolar universitário entre 2015 e 2018 e conseguiu concluir o curso universitário devido à gratuidade e permanência do serviço.
 
“Iniciei uma outra faculdade agora e estamos no formato híbrido. Meu medo é de que no ano que vem, quando estivermos presenciais, eu não tenha mais esse importante apoio. Muitos jovens da cidade ficarão sem ter um curso superior porque aqui não tem faculdade”.
 

Interrupção inédita 

 
De acordo com a Secretaria de Educação, o serviço existe há mais de sete anos e nunca foi interrompido. No início de todos os anos, a prefeitura abre o edital na página oficial e os alunos fazem um cadastro solicitando o serviço.  

Em 2019, o ano acabou com lotação diária de 150 alunos para Belo Horizonte e, em 2020, a quantidade de alunos que solicitaram o serviço foi a mesma.
 
As viagens atendiam alunos de cursos superiores em faculdades localizadas ao longo da Avenida Antônio Carlos até as localizadas nos bairros Barro Preto e Prado. E outro ônibus atendia estudantes matriculados em faculdades ao longo da Avenida Cristiano Machado, Rua Jacuí, Praça da Liberdade, e alto da Avenida Afonso Pena e Centro.
 
A Secretaria Municipal de Educação afirma que a retomada das aulas, anunciada em agosto de 2021 pela prefeitura de Belo Horizonte, não refletiu no quantitativo dos anos anteriores e a baixa demanda inviabilizou o serviço prestado pela prefeitura de Lagoa Santa. Com isso, segundo a gestão, não justifica o custo da concessão.
 
A expectativa, segundo a Secretaria de Educação, é de que no início de 2022 as faculdades de Belo Horizonte voltem à normalidade e provavelmente será aberto um novo edital de recadastramento no início do ano para, assim, ser verificada a demanda pelo serviço.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade