Publicidade

Estado de Minas TENTATIVA DE FEMINICÍDIO

Homem é preso suspeito de tentar matar ex a facadas na frente da filha

Ele estava foragido desde fevereiro, após cometer o crime enquanto a mulher segurava a filha do casal no colo, em Sete Lagoas; ela foi socorrida e sobreviveu


22/07/2021 18:04 - atualizado 22/07/2021 18:43

Polícia Civil realizou a prisão do homem em Curvelo(foto: Polícia Civil/Divulgação)
Polícia Civil realizou a prisão do homem em Curvelo (foto: Polícia Civil/Divulgação)
A Polícia Civil de Minas Gerais realizou a prisão de um homem de 51 anos, foragido desde fevereiro, suspeito de tentar matar a ex-mulher (31) com golpes de faca, enquanto ela segurava a filha de 1 ano no colo. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (22/7). 
 
O homem foi preso na cidade de Curvelo, na noite dessa quarta-feira (21/7), após cinco meses sendo procurado. Ele cometeu o cometeu o crime em Sete Lagoas, Região Metropolitana de BH. 
 
Segundo o boletim de ocorrência da época, o homem foi até a casa da vítima para entregar a filha do casal, de 1 ano. Com a menina no colo da ex- companheira, ele pediu para reatarem o casamento. Ela, porém, não queria mais continuar o relacionamento. 
 
Ele não aceitou a resposta e afirmou que iria matar a mulher. Então, pegou uma faca de cozinha e começou a golpeá-la, porém a vítima conseguiu se defender e isso fez a faca entortar. 
 
"Esse crime foi tão frio, que depois de golpeá-la e a faca ter entortado, ele parou, tentou consertar, não conseguiu e pegou uma nova faca. E novamente golpeou a mulher com uma criança no colo", disse a delegada Stephania Nunes em coletiva de imprensa.
 
O homem buscou uma nova faca e conseguiu acertar a ex- companheira com um golpe profundo no pescoço e outro no braço direito. 
 
"Depois disso, ele estava tão certo da morte dela que saiu caminhando calmamente pela casa e ainda voltou para verificar se ela estava morrendo. Como a situação da mulher era muito grave, que o sangue jorrava pelo pescoço, ele saiu calmamente imaginando que ela iria à óbito", afirmou a delegada. 
 
Na época, a mulher foi levada para o Hospital Municipal de Sete Lagoas e conseguiu se recuperar. Segundo a delegada, uma vizinha entrou na casa para socorrê-la e conseguiu retirar o bebê do colo e fugir com ele. 
 
A Polícia Militar esteve no local e fez buscas pela região, mas não localizou o homem, que ficou foragido até essa quarta-feira. 
 
"Ele foi indiciado por feminicídio, com aquelas qualificações de motivo fútil, por não admitir o término. Pela dificuldade da mulher se defender e, também, pela questão de ela ser mulher, sendo uma violência de gênero. Além do agravante, da violência ter sido feito na presença de descendentes", finalizou a delegada. 
 
*Estagiária sob supervisão do editor Álvaro Duarte


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade