Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Profissionais da educação enfim são vacinados no Triângulo e Alto Paranaíba

Em Uberlândia, retomada das aulas presenciais já acontece na próxima segunda-feira (14/6)


10/06/2021 11:37 - atualizado 10/06/2021 11:46


Só em um dia em Uberlânda, foram aplicadas 4.523 doses(foto: Araípedes Luz/Secretaria de Governo e Comunicação/PMU)
Só em um dia em Uberlânda, foram aplicadas 4.523 doses (foto: Araípedes Luz/Secretaria de Governo e Comunicação/PMU)
As principais cidades do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba iniciaram a vacinação dos profissionais da educação contra o coronavírus. Novas doses de imunizantes entregues nesta semana garantiram o início da aplicação em municípios como Patos de Minas, Araguari, Ituiutaba e Uberlândia. Na última, a volta às aulas presenciais, inclusive, já foi marcada para segunda-feira (14/6).
 
Com início da vacinação dos profissionais da educação infantil e a continuação dos outros públicos em Uberlândia, 4.523 doses do imunizante contra a COVID-19 foram aplicadas no primeiro dia de imunização do novo grupo. A ação contou com as 15.220 doses do laboratório AstraZeneca recebidas pela prefeitura.
 
Com liberação judicial, a prefeitura local anunciou o retorno de atividades em sala de aula em sistema híbrido, com revezamento entre aulas presenciais e remotas. Pais e responsáveis poderão optar pela permanência de estudantes no ensino remoto, sem risco de penalizações.
 
Em Araguari, no primeiro dia, houve a aplicação de 520 doses em professores dos dos ensinos infantil e fundamental I e II. O município salientou que o cadastro continua sendo feito pelo site da Prefeitura de Araguari e é obrigatório.

Além do cadastro é preciso ficar atento ao comprovante de residência e outros documentos obrigatórios. Não é feito agendamento, bastando procurar o local dentro do horário programado para vacinação do dia.
 
Em Ituiutaba, o trabalho de vacinação nesta quinta-feira (10/6), vai até 15h e será amplo. Além de professores da educação infantil, outros grupos receberão doses de imunizantes, a exemplo dos grupos gerais com comorbidades entre 18 e 59 anos de idade, idosos que ainda não receberam a primeira dose e para aplicação de segundas doses previamente agendadas.

Professores da Educação Infantil precisam apresentar contracheque recente emitido pela instituição de ensino figurar na lista entregue pela Secretaria Municipal de Educação ao Departamento de Epidemiologia.
 
Patos de Minas
A maior cidade do Alto Paranaíba iniciou vacinação dos educadores na quarta-feira (9/6) e houve fila na praça do Projeto Saci. Não foram divulgados números de vacinados, contudo o poder público tem insistido para que os trabalhadores se atentem à documentação.
 
É aceito qualquer documento que comprove o vínculo ativo do profissional com a escola, como carteira de trabalho, contracheque, contrato de trabalho, preferencialmente acompanhado de crachá. A documentação deve ser impressa, não apresentada no celular.

Quem não possuir os documentos acima citados, pode apresentar declaração original e impressa emitida pela instituição de ensino com assinatura reconhecida em cartório ou pelo menos com carimbo da instituição de ensino e dados pessoais (CPF e RG) do declarante, o qual fica responsável pelas informações prestadas e sujeito a penalidades em caso de informações falsas.  Essa declaração será retida pela equipe de saúde.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade