UAI
Publicidade

Estado de Minas ESTRADAS

Veja quais rodovias devem ser privatizadas em Minas

Projeto foi apresentado para prefeitos. Audiências públicas deverão ser realizadas em junho para saber o que população acha da proposta


30/05/2021 14:39 - atualizado 30/05/2021 14:45

MG-427 foi duplicada no trecho de Conceição das Alagoas em 2013. Trecho deve ser entregue à iniciativa privada(foto: DER-MG/Arquivo)
MG-427 foi duplicada no trecho de Conceição das Alagoas em 2013. Trecho deve ser entregue à iniciativa privada (foto: DER-MG/Arquivo)
Pelo menos nove rodovias que passam pelo Triângulo Mineiro devem ser privatizadas pelo Programa de Concessões Rodoviárias do Governo de Minas, apresentado pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra).
 
O lote um inclui rodovias como a BR-452 e MG-427. O governo alega que entregar as administrações das estradas à iniciativa privada geram economia e permitem a melhoria dos trechos de circulação.
 
O lote 1, que começa pelo Triângulo, terá um total de 629km que serão entregues para a administração de empresas privadas, que devem investir aproximadamente R$2,7 bilhões em recapeamento, sinalização e possíveis duplicações e construções onde houver necessidade. Só no Triângulo, o governo espera economizar R$21 milhões gastos anualmente com acidentes de trânsito na região.
 
O secretário estadual de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato, afirma que a proposta prevê um pedágio que custe R$0,13 por quilômetro, mas com descontos a usuários que circulam todos os dias pelas estradas. 
 
Locais de instalação das praças só serão definidos após a licitação, que tem previsão para acontecer em novembro. 
 
Uma consulta pública será feita entre os dias 10 e 15 de junho para ouvir a população sobre o projeto.

Rodovias que devem ser privatizadas

Os trechos que serão concessionados ainda não foram informados pela Seinfra, mas incluem as seguintes rodovias:
  • BR-452
  • BR-365
  • CMG-452
  • CMG-462
  • LMG-782
  • LMG-798
  • LMG-812
  • MG-190 
  • MG-427

Em todo o Estado

A ideia do governo de Minas é que, ao todo, sejam privatizados mais de 3 mil quilômetros de estradas que passam por 120 municípios. 
 
Apenas nas rodovias sob responsabilidade do Governo de Minas, gasta-se, anualmente, cerca de R$366 milhões com acidentes fatais no trânsito, R$698 milhões com feridos e ainda R$67 milhões com vítimas sem ferimentos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade