Publicidade

Estado de Minas SEGURANÇA

Prefeitura de BH doa terreno, e PMMG vai construir batalhão em Venda Nova

Lote no Bairro Mantiqueira vai abrigar uma das sedes da corporação, atualmente na Pampulha; ideia é aprimorar condições de trabalho


25/05/2021 15:48 - atualizado 25/05/2021 17:14

Coronel Webster Wadim Passos Ferreira de Souza, comandante do policiamento de BH(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Coronel Webster Wadim Passos Ferreira de Souza, comandante do policiamento de BH (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
A Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) vai poder construir nova sede para o seu 49° batalhão. A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) oficializou, nesta terça-feira (25/5), a doação, à corporação, de terreno no Bairro Mantiqueira, Venda Nova. A ideia é que o espaço seja utilizado para erguer um prédio para substituir a atual central, que fica no Bairro São João Batista, na Pampulha.

O repasse do lote foi acertado em reunião entre o prefeito belo-horizontino, Alexandre Kalil (PSD), e representantes das forças policiais. O terreno, de cerca de 3 mil metros, está no entorno da Avenida Vilarinho.

Segundo o coronel Webster Wadin, comandante do policiamento da capital, a atual sede do 49° Batalhão é muito precária. Por isso, há necessidade de nova construção, em terreno de maiores proporções. A obra é objetivo da PMMG há mais de uma década.

“A gente necessita desse espaço maior. Precisamos ter o conforto necessário aos militares”, sustentou. “Conseguiremos diminuir mais os nossos índices criminais”, projetou o oficial.

Estimativas da PMMG apontam que a nova sede deve custar cerca de R$ 3 milhões. Parcerias com a iniciativa privada são mecanismos pensados para custear a obra. Se houver viabilidade financeira, a construção pode começar já em junho.

Polícia Militar vai ter nova sede em Venda Nova; terreno foi repassado pelo poder Executivo belo-horizontino(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press - 25/5/13)
Polícia Militar vai ter nova sede em Venda Nova; terreno foi repassado pelo poder Executivo belo-horizontino (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press - 25/5/13)
A PBH acertou, ainda, a doação de nove ônibus para transporte das tropas militares.

Dados da polícia apontam que, apenas neste ano, a corporação promoveu mais de 131 mil operações, como as blitz por causa da lei seca. A corporação atua, ainda, para coibir pontos de aglomeração na cidade. A fiscalização ocorre por causa da pandemia de COVID-19.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade