Publicidade

Estado de Minas TENTATIVA DE FEMINICÍDIO

Servente de pedreiro é preso suspeito de maus-tratos a criança de dois anos

Mãe da menina mantinha relacionamento com suspeito e não tomou qualquer providência, mesmo sendo alertada


01/05/2021 11:27 - atualizado 01/05/2021 21:35

Delegada Ariadne Coelho já ouviu diversas testemunhas, dentre elas, a babá da menina(foto: PCMG)
Delegada Ariadne Coelho já ouviu diversas testemunhas, dentre elas, a babá da menina (foto: PCMG)
Foi preso, em Betim, um servente de pedreiro, de 23 anos, suspeito de ter tentado matar uma criança do sexo feminino de apenas 2 anos. Ela teria sido espancada por ele, na última segunda-feira (26/4), na mesma cidade. A menina, que foi socorrida por vizinhos e levada para uma UPA, onde chegou à beira da morte, está internada no CTI do Hospital Municipal de Betim.


Segundo a delegada Ariadne Elloise Coelho, da Delegacia de Proteção à Mulher e à Criança de Betim, a mãe da criança, que é cuidadora de idosos, também é investigada por omissão de socorro.

 

A delegada conta que a mãe já tinha sido alertada por vizinhos e também pela babá, sobre os maus-tratos do servente de pedreiro, com quem ela mantinha um romance desde o final de 2020. No entanto, não tomou qualquer providências. A mãe chegou a dizer, segundo a delegada, que pensava que os machucados eram provocados pela irmã mais velha, que tinha brincadeiras 'estovadas' com a menina.

Nas investigações, parentes contaram que a menina, a vítima, era alegre e brincalhona, mas que nos finais de semana se transformava e se mostrava inibida. E era nos finais de semana que a mãe se encontrava com o namorado, que ía para sua casa.

 

“Quando a menina foi socorrida e levada para a UPA, os médicos comprovaram que ela estava em coma, e com parada cardíaca. Foi reanimada e transferida para o hospital. Está melhorando. Testemunhas relataram que a menina teve até os cabelos arrancados. A mãe, apesar de perceber isso, não tomou qualquer providência. Ela nos relatou que gosta muito dele e que quer saber por qual motivo fez isso com a filha”, conta Ariadne.

A delegada se mostra indignada, dizendo que a mãe deveria ter levado a criança para o hospital em outras ocasiões, pois chegou a notar a queda de cabelos e machucados pelo corpo. Mas não tomou qualquer providência.

 

O servente de pedreiro, segundo ela, conforme levantamento, tem duas passagens por tráfico de drogas. Ele, que estava escondido na casa de parentes, permanecerá preso, pois existe um mandado de prisão preventiva emitido pela Justiça.

 

A menina está sob a custódia do Conselho Tutelar, assim como a outra filha da cuidadora de idosos, de 5 anos. O pai biológico, que vive em Goiânia, já se manifestou, dizendo que quer a guarda das crianças. O avô materno também.

A babá, que estava trabalhando para cuidar das crianças há 20 dias, é testemunha, segundo a delegada, pois fez vários alertas à mãe.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade