Publicidade

Estado de Minas KIT INTUBAÇÂO

Ituiutaba recebe medicação para tratamento de pacientes graves de COVID-19

Os insumos são importantes no momento, visto que um dos hospitais da cidade apontava desabastecimento


05/04/2021 12:01 - atualizado 05/04/2021 12:50

Medicamentos do kit intubação(foto: Divulgação/Prefeitura de Ituiutaba)
Medicamentos do kit intubação (foto: Divulgação/Prefeitura de Ituiutaba)
 kits com medicamentos para intubação liberados pelo governo estadual foram entregues ao município de Ituiutaba, no pontal do Triângulo Mineiro. Os insumos são importantes no momento, visto que um dos hospitais da cidade apontava desabastecimento de seu estoque. Três unidades de saúde locais receberão os kits.

Ao todo foram liberados 320 medicamentos dos chamados kits intubação. O Hospital São Joaquim recebeu 120 caixas de cisatracúrio e brometo de rocurônio, enquanto o Hospital São José recebeu 100 caixas dos medicamentos. A mesma quantidade foi destinada ao Hospital Nossa Senhora d’Abadia. As substâncias são necessárias para que pacientes graves sejam intubados e sigam recebendo o tratamento em casos graves de COVID-19.

Na última semana, o município informou que na rede pública não há desabastecimento do tipo. “O apoio prestado pela Prefeitura de Ituiutaba, que é responsável pelo abastecimento de insumos na Unidade de Pronto Atendimento Municipal de Ituiutaba – UPAMI, segue sendo feito às demais instituições que prestam serviços de saúde no município, via Sistema Único de Saúde – SUS”, diz nota da prefeitura.

Hospital pediu ajuda


No dia 1º de abril, a direção do Hospital São José divulgou informe que apontava baixa nos estoques de medicamentos do kit intubação. “Ultimamente não se consegue a aquisição, devido à falta dos medicamentos nos fornecedores, em âmbito nacional”, afirmava a nota.

O texto afirmava que mesmo adotando medidas, a escassez de fornecedores colocava em em risco pacientes na assistência em UTI COVID-19, UTI Geral, Clínica COVID-19, Clínica Geral e outros setores que exigem sedativos específicos.

Com o recebimento recente da remessa, o problema fica resolvido pelo menos a curto prazo.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade