Publicidade

Estado de Minas Identificação

IML identifica restos mortais de homem desaparecido havia um ano

Uma perícia antropológica odontolegal permitiu determinar que a ossada era de Sérgio Herculano de Souza


04/03/2021 19:05 - atualizado 04/03/2021 21:33

Os exames de arcada dentários realizados no IML possibilitaram a identificação de Sérgio Herculano(foto: Divulgação)
Os exames de arcada dentários realizados no IML possibilitaram a identificação de Sérgio Herculano (foto: Divulgação)

Um trabalho conjunto entre profissionais do Instituto Médico-Legal Dr. André Roquette (IMLAR) e a Divisão de Referência da Pessoa Desaparecida (DRPD) possibilitou que a ossada de Sérgio Herculano de Souza, de 39 anos, desaparecido há aproximadamente um ano, fosse identificada.

Desde a época do desaparecimento, comunicado pela família, que a Polícia Civil vinha trabalhando no caso, até que a ossada foi encontrada, apresentando as características, vestes, do desaparecido.

 

A partir daí, foi requisitada ao IMLAR a perícia antropológica odontolegal para análise comparativa. O resultado concluiu, então, haver elementos técnico-periciais suficientes para identificar a referida ossada como sendo a de Sérgio Herculano de Souza.

 

“É de extrema importância fazermos essa comunicação oficial à familia, para que ela possa encerrar o ciclo doloroso que vinha enfrentando; tudo isso de forma humanizada e acolhedora”, diz a chefe da DRPD, delegada Maria Alice Faria.

 

As primas de Sérgio Herculano, Célia Luiza Dias de Souza, de 36 anos, e Celma Dias de Souza, 39, que fizeram o reconhecimento, encaminharam um agradecimento à DRPD e IML.

“Agradecemos pelo brilhante trabalho realizado. Ficamos gratas em sermos recebidas pessoalmente e sermos comunicadas sobre a identificação do Sérgio de forma tão acolhedora, profissional e ética.”

 

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade