Publicidade

Estado de Minas FIM DA BRIGA

Integração de ônibus entre Ibirité e BH permanece e sem reajuste na tarifa

Após embates, acordo é firmado para manter o sistema integração e preços das tarifas com descontos. Ibirité ganha ainda nova linha para Sarzedo


24/02/2021 10:53 - atualizado 24/02/2021 11:20

Reunião entre Prefeitura de Ibirité e Sintram selou acordo que garantiu a continuidade do sistema integração dentro do terminal e definiu nova linha metropolitana que partirá para Sarzedo (foto: Marcos Vinícius Mendonça/Divulgação)
Reunião entre Prefeitura de Ibirité e Sintram selou acordo que garantiu a continuidade do sistema integração dentro do terminal e definiu nova linha metropolitana que partirá para Sarzedo (foto: Marcos Vinícius Mendonça/Divulgação)
O impasse sobre a integração dos ônibus municipais e metropolitanos que a prefeitura de Ibirité vinha tendo com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano (Sintram) teve um desfecho positivo para a população. A briga era devido ao fim do sistema integração de quem parte para Belo Horizonte utilizando o terminal de Ibirité. Na tarde de terça-feira (23/2) uma reunião selou o acordo que garantiu a continuidade do sistema integração e manteve os descontos nas tarifas de quem utiliza o cartão Ótimo. 
 
O prefeito de Ibirité, William Parreira, se reuniu com representantes do Sintram e a Secretaria Estadual de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra) e chegaram ao consenso de que a integração permanecerá, assim como as tarifas serão mantidas. Além disso, a novidade é que a cidade ganhou uma nova linha metropolitana, também com sistema integração, que ligará Ibirité à Sarzedo já a partir de 1º de março. 
 
“Com diálogo, conseguimos chegar a este consenso: a integração continua! Pagar R$ 11 para se deslocar para Belo Horizonte seria algo injusto, ainda mais em tempos de pandemia. Com persistência e diálogo vamos conseguindo, aos poucos, melhorar a qualidade de vida da nossa população”, ressaltou William Parreira.
 
O presidente do Sintram, Rubens Lessa, se comprometeu a fazer algumas concessões para que a integração não seja interrompida. “Pedimos que haja um melhor controle das pessoas que farão a integração, sendo assim, a partir de agora, será obrigatório que todos passem pela catraca, porém mantendo o pagamento apenas da diferença, de R$ 2,50”, explicou.

Custo da viagem para BH iria aumentar 

No dia 11 de Fevereiro o prefeito de Ibirité, William Parreira, divulgou vídeo nas redes sociais denunciando pressão do Sintram sobre a secretaria estadual de Infraestrutura e Mobilidade, para impedir que a integração dos ônibus municipais com as linhas do transporte metropolitano, que ligam a cidade a Belo Horizonte, tendo como consequência o aumento do valor total da passagem de R$ 6,75 para R$ 11, já a partir de 1º de março.
 
Até então, quem embarcava nos ônibus das linhas municipais de Ibirité pagava o valor de R$4,25. Tais linhas, desde que o Terminal foi criado, integram com os ônibus das linhas Metropolitanas, que têm o valor de R$ 6,75, pagando, portanto, apenas a diferença de valores, que é de R$ 2,50.
 
O que o Sintram queria fazer, já a partir de 1º de março, era acabar com a integração. Dessa forma, a população de Ibirité seria obrigada a pagar R$ 4,25 das linhas municipais mais o valor de R4 6,75 das linhas metropolitanas (que seguem para Belo Horizonte), totalizando R$ 11.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade