Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

COVID-19: PBH estuda modificações na recomendação para a volta às aulas

Novos parâmetros indicam retorno com índices de transmissão de 100 a 150 novos casos por 100 mil habitantes


22/02/2021 17:48 - atualizado 22/02/2021 18:43

Comitê de enfrentamento à pandemia de COVID-19 se reunirá nesta semana para debater o retorno das aulas presenciais(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Comitê de enfrentamento à pandemia de COVID-19 se reunirá nesta semana para debater o retorno das aulas presenciais (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
A volta às aulas podem estar próximas em Belo Horizonte. Isso porque o comitê de enfrentamento à pandemia de COVID-19 trabalha com novos parâmetros para a flexibilização. Reunião entre os membros nesta quarta-feira (24/2) vai discutir a possibilidade de estabelecer uma data. Em janeiro, a PBH já havia sinalizado que havia chance de retorno das aulas presenciais no início de março.


Trabalhadores da educação de BH ameaçam parar se aulas voltarem em março

infectologista Estevão Urbano, que integra o comitê, explica que novos estudos indicam um retorno com segurança com o índice superior ao 50 contaminados por 100 mil habitantes, divulgado anteriormente pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

"Acompanhamos um estudo norte-americano respeitado para obter os nossos parâmetros. Entendendo que o critério era muito rigoroso – difícil de atingir a curto prazo – e diante dos prejuízos para as crianças, o estudo indica seguro tolerar entre 100 e 150 novos casos por 100 mil habitantes, embora o ideal seja abaixo de 50", explicou.

É importante ressaltar que, para a reabertura, os números devem permanecer em queda.

O especialista ainda explica que seguirá a "coerência" ao acompanhar os novos números do estudo. "Além disso, já tivemos estudos que indicam que a criança é sim menos afetada pela COVID-19".
 

Estevão explica que, nesta segunda-feira (22/2), a capital conta com 200 novos casos por 100 mil habitantes. "Estamos em queda. Em janeiro, quando fechamos a cidade, contávamos com a transmissão de 500 novos casos por 100 mil habitantes", pontuou. 


O especialista ressalta que os números são analisados diariamente e que é preciso ter atenção com a nova cepa do novo coronavírus: "Analisamos a pandemia um dia após o outro. Se houver mudança, as regras também mudam".

A prefeitura


A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informa que, em conjunto com o Comitê de Enfrentamento à COVID-19, está fazendo modificações na recomendação para adequá-la à realidade da população do município.

"A data para retorno das aulas presenciais será informada em momento oportuno."

A Secretaria Municipal de Educação reforçou que a data exata para a volta às aulas será indicada pelas autoridades de saúde do município, como já havia destacado o prefeito Alexandre Kalil na semana passada.

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade