Publicidade

Estado de Minas

Chuva: Defesa Civil estadual pede atenção aos sinais de risco

Serviço de SMS da Defesa Civil pode antecipar avisos de tempestades. População deve atentar para casos de evacuação


07/02/2021 16:50 - atualizado 07/02/2021 17:51

A previsão é de nuvens carregadas e tempestades em todas as regiões do estado até terça-feira (9/2)(foto: Elian Guimarães/EM-D.A. Press)
A previsão é de nuvens carregadas e tempestades em todas as regiões do estado até terça-feira (9/2) (foto: Elian Guimarães/EM-D.A. Press)
A Defesa Civil de Minas Gerais alerta que as chuvas deverão continuar intensas em todo o estado até a terça-feira (9/2). A previsão é de que esse período de grandes precipitações, com registros iniciais na quinta-feira (4/2), acumulem em torno de 150 mm de água. O órgão emitiu alerta a todas as coordenadorias municipais de defesa civil, com especial atenção para as regiões da Zona da Mata, serranas e divisas com Rio de Janeiro e Espírito Santo.

 

A coordenadora-adjunta da Defesa Civil no Estado, Tenente-Coronel Gracielle Rodrigues informou que todo o sistema encontra-se em estado de alerta e prontidão para o caso de maiores mobilizações em apoio aos municípios. Mesmo com a intensidade de chuvas registradas  até este domingo (7/2), não houve registros de casos com maior gravidade.
 
A previsão até as 24h deste domingo é de chuvas intercaladas, de maior ou menor intensidade, acompanhadas de nebulosidade carregada em todas as regiões do estado. A coordendadora-adjunta reforça a recomendação da Defesa Civil para que a população se cadastre pelo número 40.199, enviando o CEP de sua residência. Esse serviço permite que cada morador, em qualquer região do estado, receba em seu celular um alerta meteorológico da área onde reside, indicando a aproximação de tempestades.
 
A preocupação com a persistência das chuvas é com deslizamentos. A Defesa Civil recomenda que as pessoas fiquem atentas a quaisquer sinais que indiquem movimentação de terreno. Se o terreno cedeu de alguma forma, rachaduras, declive, árvore ou poste com inclinação diferenciado, água mais barrenta correndo pelo terreno ou próximo de casa. Em situações de alagamento, a tenente-coronel, lembra que não se enfrenta correntezas, não se aventurar a sair caminhando sobre áreas alagadas e que se procure um local seguro até a chegada de socorro. 
 
"A primeira medida é acionar os serviços de atendimento, como Defesa Civil e Corpo de Bombeiros". O afastamento de qualquer fonte de energia elétria também é necessário para evitar risco de acidentes graves.
 
De acordo com a Defesa Civil, até o momento as áreas com maior registro de chuvas intensas estão na região Central, Leste e Zona da Mata.  Houve chamados pontos de alagamento em Donza Euzébia, na Zona da Mata, sem vítimas. Deslizamento em Manhuaçu, no leste do estado e risco de desabamento em Três Corações, no sul de Minas, onde a ocorrência encontra-se em andamento com possível necessidade de remoção de dois moradores para um abrigo.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade