Publicidade

Estado de Minas IMUNIZAÇÃO

COVID-19: Prefeito de Campo Belo aplica primeira dose na cidade

Alisson de Assis Carvalho, que também é médico, imunizou Rafaela Cardoso, chefe da UTI da Santa Casa; município recebeu o 1º lote de 547 doses da CoronaVac


20/01/2021 20:56 - atualizado 20/01/2021 22:17

Chefe da UTI da Santa Casa de Campo Belo é vacinada pelo prefeito(foto: Ascom/divulgação)
Chefe da UTI da Santa Casa de Campo Belo é vacinada pelo prefeito (foto: Ascom/divulgação)
A enfermeira chefe da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Campo Belo foi a primeira imunizada nesta quarta-feira (20/01). Rafaela Cardoso, de 36 anos, recebeu a dose do prefeito da cidade, Alisson de Assis Carvalho, que também é médico. O município soma 1.816 casos confirmados de COVID-19, sendo 47 mortes em decorrência da doença. A cidade recebeu, nesse 1º lote, 547 doses da CoronaVac.

 

“É uma alegria muito grande. São 14 anos de UTI, dentro desses anos, é o momento mais difícil que enfrentamos na Santa Casa. Momento que a gente vive com a emoção à flor da vida. Mutas vidas perdidas. Pacientes longe dos familiares e nem podem receber visitas. Além disso, nós profissionais, também temos filhos e família. Vivemos com medo de levar a doença para dentro de casa. Nós realmente dedicamos nossas vidas a esse momento, que não está sendo fácil. Então, nasce uma esperança para que tudo possa melhorar”, comemora Rafaela.

 

Nesse 1º lote, Campo Belo recebeu 547 doses da CoronaVac. A quantidade gerou polêmica na cidade. “Dia de São Sebastião, uma data importante para Campo Belo e região. Estamos recebendo as primeiras doses da vacina contra a COVID-19. Entendo, que temos que pensar positivamente. Muitos já estão perguntando a quantidade de 547 doses para uma população próxima de 60 mil habitantes. Mas temos que pensar ao contrário, que já é um ganho essas 547 doses. Até então, domingo a gente nem tinha liberação da Anvisa”, ressalta prefeito.

 

As doses da CoronaVac foram aplicadas seguindo o Plano Nacional de Imunização (PNI). De acordo com a prefeitura, esse 1º lote foi destinado aos profissionais da UTI na cidade. “Vamos seguir um grupo prioritário, dentro do grupo prioritário. Vamos simplificar ainda mais a recomendação que o Ministério da Saúde nos deu pela quantidade de doses recebidas”, explica secretário de saúde, Dr. José Assunção.

 

O prefeito informou que a segunda dose deve chegar pelos próximos 15 dias. “A intensão seria vacinar todos os profissionais da saúde da cidade, mas no momento, não temos essa condição pelos números que estão sendo distribuídos por todo Brasil. Peço calma e paciência, que em breve, todos serão vacinados. Gostaria de falar que eu como médico e o Dr. Assunção não vamos vacinar, estamos priorizando as outras equipes”, diz.

 

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade