Publicidade

Estado de Minas RODOVIA

Trecho da BR-040 vai ficar sem cobrança de pedágio entre 2021 e 2022

Devido à finalização de contrato com a Concer, o trecho ficará sob a responsabilidade do DNIT e não haverá a cobrança de taxas até o próximo leilão


06/11/2020 19:35 - atualizado 06/11/2020 19:53

O trecho era comandado pela Concer há 24 anos (foto: Divulgação/Concer)
O trecho era comandado pela Concer há 24 anos (foto: Divulgação/Concer)
 

Um trecho de 180 quilômetros da BR-040, entre Juiz de Fora e Rio de Janeiro, ficará sem cobrança de pedágios entre 2021 e 2022. A medida foi anunciada nesta quinta-feira (5), pelo Ministério da Infraestrutura (Minfra), que comanda a jurisdição da rodovia.

 

De acordo com o órgão federal, o contrato entre a União e a concessionária que administra a BR acaba no início do próximo ano. O novo projeto está em fase de estudos, com leilão previsto para 2022.

 

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) assumirá a gestão da rodovia no início de março de 2021 e enquanto a via estiver sob responsabilidade deles, não haverá cobrança de pedágio. “O projeto da nova concessão segue curso normal, sendo que a nova concessão deverá ter escopo diferente do atual contrato” explica o Minfra.

 

Atualmente, a concessionária responsável pelo trecho da BR-040 é a Concer, que o administra há 24 anos. A área abrange nove municípios de Minas e do Rio de Janeiro: Comendador Levy Gasparian, Três Rios, Areal, Duque de Caxias, Petrópolis e Rio de Janeiro, além de Juiz de Fora, Matias Barbosa e Simão Pereira.

 

O valor cobrado no pedágio é de R$ 11,60 para carros, R$ 5,80 para motos e pode chegar até R$ 69,90 para caminhões e tratores de seis eixos. A taxa é recolhida nas três praças: Xerém, em Duque de Caxias (RJ); no km 45,5, em Areal (RJ); e no km 816,7, em Simão Pereira (MG).


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade