Publicidade

Estado de Minas VANDALISMO

Escola estadual em Caratinga é arrombada pela segunda vez em 4 meses

Diretor da E.E. José Augusto Ferreira faz apelo nas redes sociais e lança a hashtag #EstadualContraOVandalismo


19/10/2020 15:42 - atualizado 19/10/2020 17:23

Em junho a escola teve um bloco depredado por vândalos (foto: Redes Sociais/Reprodução)
Em junho a escola teve um bloco depredado por vândalos (foto: Redes Sociais/Reprodução)
 

Na tarde do último domingo (18), a Escola Estadual José Augusto Ferreira, em Caratinga, foi alvo de um arrombamento e tentativa de furto. Dois homens arrombaram a janela do laboratório de ciências e tentaram levar câmeras de segurança, kit de alimentos, um esqueleto do corpo humano, violões e itens de cozinha.


Segundo a Polícia Militar, os agentes foram acionados por uma testemunha para verificar uma movimentação nos fundos da escola. A testemunha chegou a gritar com os homens, que abandonaram o material no local e saíram correndo para uma mata nas proximidades. No local, a PM realizou a varredura e conseguiu recuperar os itens abandonados, mas os autores não foram encontrados.

PM recuperou itens que foram furtados(foto: Redes Sociais/Reprodução)
PM recuperou itens que foram furtados (foto: Redes Sociais/Reprodução)

Não é a primeira vez que esse tipo de ação acontece na escola estadual. Em junho, a instituição registrou outro arrombamento, que resultou em um bloco da escola depredado, com vidros quebrados.

 

O diretor da escola, Jean Felipe Campos Lopes, fez uma série de publicações no Facebook lamentando o ocorrido. Em um vídeo, o gestor registra sua indignação em relação a outra ação de vândalos no local. “Além de todos os esforços que a direção da escola tem feito para melhorar o ensino e qualidade, além da estrutura da nossa escola. Nós, constantemente, recebemos visitas de pessoas que não querem o bem da nossa escola, que tem outros objetivos que não são o bem da nossa comunidade. Eu fico extremamente indignado com tamanha falta de humanidade” relata.

 

No vídeo também é feito um apelo à comunidade para que os casos que sejam presenciados por testemunhas, sejam denunciados à PM. “Se você, aluno, ex-aluno, pai, vizinho da escola, seja quem for. Se você viu alguma coisa, por favor, ligue para o 190, faça sua denúncia anônima. Isso é muito importante para nós! Porque nós não podemos, de maneira nenhuma, admitir tamanho vandalismo, tamanha falta de humanidade do ser humano.”

 

Além disso, Jean lança uma campanha no Facebook, com a hashtag #EstadualContraOVandalismo, pedindo o apoio dos caratinguenses na preservação da escola estadual. Nos comentários das publicações, que já contam com mais de 100 compartilhamentos, outras pessoas também lamentam o ocorrido e cobram mudanças.

Comunidade manifesta os lamentos no Facebook(foto: Redes Sociais/Reprodução)
Comunidade manifesta os lamentos no Facebook (foto: Redes Sociais/Reprodução)
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade