Publicidade

Estado de Minas REIVINDICAÇÃO

Acidente com morte em Itaúna gera revolta dos moradores

Cobranças de moradores por mudanças na Rua Divinópolis são registradas há meses


14/10/2020 15:11 - atualizado 14/10/2020 19:31

Caminhão se choca contra carro que saia da garagem (foto: Redes sociais/Reprodução)
Caminhão se choca contra carro que saia da garagem (foto: Redes sociais/Reprodução)

Um acidente com morte registrado na última sexta-feira (9) gerou revolta entre os moradores de Itaúna, no Centro-Oeste de Minas Gerais, e levantou o debate sobre o descaso com a situação da Rua Divinópolis, no Morro do Sol. No início da noite de sexta, um caminhão se chocou contra um carro que saía da garagem. A vítima, Vânia Silva, diretora do Colégio Educare, não resistiu e morreu.

 

Esse não é o primeiro e nem foi o último acidente a ocorrer nesta rua. Na segunda-feira (12), outro acidente foi registrado pelos moradores. Dois carros se chocaram no cruzamento da Rua Divinópolis com a Avenida Brasil, mas não houve vítimas.

 

A maior reclamação dos moradores é o fato de a rua ser muito íngreme, com um trânsito intenso de veículos pesados e sem sinalização. Para Bel Silva, neta de uma moradora da Rua Divinópolis, a primeira medida a ser tomada é a proibição do trânsito de veículos pesados no trecho. “No caso de uma perda de freio, que foi o que aconteceu na sexta, um caminhão pega uma capacidade e uma velocidade enorme. Então não deveria permitir de forma alguma que naquela rua passasse veículo pesado”, afirma.

 

Na sexta, Bel, que trabalha com doces artesanais, foi visitar sua avó e presenciou o acidente fatal. De acordo com ela, caso o carro da diretora não estivesse na frente, seu carro teria sido atingido pelo caminhão. “Considerando o peso do veículo e a velocidade que ele alcança, o estrago é imenso. Tanto que você consegue ver pelas fotos do acidente que o carro da Vânia foi completamente destruído, o que teria acontecido com o nosso, com a minha família. Ela foi um anjo que, naquele momento, acabou salvando a vida de três crianças” comenta.

 

Residente da rua há mais de 20 anos, a jornalista Helem Lara conta que mudanças são demandadas pelos moradores há muito tempo. “Nós, moradores, já fizemos abaixo assinado, já reclamamos na prefeitura, já fizemos protestos nas redes sociais pedindo a prefeitura para não deixar essa rua como mão única, para criar alguma forma de desviar esse trânsito, já pedimos a instalação de semáforos. A morte da Vânia, na sexta-feira, foi a gota d’água para o que a gente já vem reclamando e pedindo a prefeitura há muito tempo” relata ela.

 

O abaixo-assinado para mudanças na rua foi feito pelos moradores em janeiro deste ano, nas reivindicações constavam a inclusão de um semáforo ou um redutor de velocidade. “Infelizmente não fomos atendidos pela prefeitura. Pouco tempo depois, a prefeitura mudou o gerente de trânsito e nós não tivemos nenhum retorno”, lamenta Helem. 

Posicionamento da Prefeitura de Itaúna

Em nota, divulgada nesta quarta-feira (14), a Prefeitura de Itaúna afirma que a equipe de Gerência Superior de Mobilidade Urbana esteve nesta manhã na Rua Divinópolis para traçar mudanças necessárias a serem realizadas no local. Além disso, a partir da próxima semana, não será mais permitido o tráfego de veículos pesados no sentido bairro/centro.

 

A prefeitura também informou que uma obra de acesso à rua Ramon Eustáquio Moura, que liga o bairro Morada Nova ao bairro Morro do Sol, também será realizada. Porém, a data desta obra ainda não foi divulgada.

 Equipe de Gerência Superior de Mobilidade Urbana no local onde a obra será realizada(foto: Prefeitura/Divulgação)
Equipe de Gerência Superior de Mobilidade Urbana no local onde a obra será realizada (foto: Prefeitura/Divulgação)


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade