Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Em dois dias, Lavras registra 20 novos casos de COVID-19

Números de casos confirmados da doença voltou a subir na cidade e prefeito pede atenção à população quanto aos protocolos de prevenção ao novo coronavírus


29/09/2020 15:38 - atualizado 29/09/2020 21:53

Em apenas dois dias, Lavras, no Sul de Minas, registrou 20 casos da COVID-19. Cidade retornou à onda amarela do Minas Consciente(foto: Lavras.TV/Divulgação)
Em apenas dois dias, Lavras, no Sul de Minas, registrou 20 casos da COVID-19. Cidade retornou à onda amarela do Minas Consciente (foto: Lavras.TV/Divulgação)

Em dois dias, a cidade de Lavras, no Sul de Minas, registrou 20 novos casos confirmados da COVID-19. Somente nesta terça-feira (29), sete pessoas testaram positivo para o novo coronavírus, sendo duas crianças abaixo de 3 anos e quatro pacientes com idade acima dos 45, uma delas com doença crônica. A cidade esteve um período na onda verde do Programa Minas Consciente, do governo do estado, no qual há uma maior flexibilização do comércio não essencial e alto risco de contágio, mas retornou na última semana à onda amarela, e o comércio local se encontra no período de transição. O prefeito José Cherem pede cautela à população.

 

Na última segunda-feira (28), foram 13 casos confirmados. No momento a cidade conta um total de 320 testados positivos, sendo 229 já recuperados e 36 óbitos pela doença. A ocupação dos leitos clínicos para o tratamento da COVID-19 está em 57,1% e os leitos de UTI com 55% de ocupação. 

 

Em vídeo publicado em sua rede social, nesta terça-feira (29), o prefeito José Cherem falou sobre o período em que a cidade esteve na onda verde. “Com essa transição, essa maior liberalidade de flexibilização que vivemos, esse número agora voltou a subir. Acredito que nós vamos ficar ainda um período tendo que ficar atento à pandemia. Ela vai se arrastar ainda, no mínimo, por um período de sete a oito meses até que a gente tenha imunidade relacionada à vacina ou um remédio específico que possa tratar isso”.

 

O prefeito, que também é médico, pediu que a população redobre os cuidados com a prevenção. “Saia pouco de casa, seja objetivo. Quando você sair, tome muito cuidado. As pessoas do grupo de risco, os obesos, hipertensos, diabéticos e os idosos acima de 60 anos tomem mais cuidado ainda. Nós temos que diminuir as aglomerações o máximo possível e manter o distanciamento porque a cidade passa por uma curva de ascensão”.

 

Para a reportagem, José Cherem disse que a cidade regrediu à onda amarela, mas que o comércio está na fase de transição. “Quando você migra de uma onda para outra, há um período de transição. Por exemplo, se a pessoa tem um restaurante e preparou um evento, o protocolo do governo já te coloca na onda amarela, mas te dá um período para a transição para o restaurante não fechar e perder o que ele comprou. Normalmente, esse período é de cinco dias. Nós estamos cumprindo o período de transição”, pontuou Cherem. 

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade