Publicidade

Estado de Minas CRIME AMBIENTAL

Homem é preso após receber iguanas e jabutis pelos Correios em MG

Policiais acompanharam entrega em Piumhi a um homem que disse ter comprado os animais por R$ 1 mil de um vendedor em São Paulo


25/09/2020 09:44 - atualizado 25/09/2020 09:56

As duas iguanas e os dois jabutis foram enviados pelos Correios e estavam acondicionados dentro de meias(foto: PCMG/Divulgação)
As duas iguanas e os dois jabutis foram enviados pelos Correios e estavam acondicionados dentro de meias (foto: PCMG/Divulgação)
Uma ação integrada realizada pela Polícia Civil (PCMG) resultou na apreensão de quatro animais silvestres, sendo duas iguanas e dois jabutis, em Piumhi, no Centro-Oeste mineiro. Um homem de 39 anos foi abordado pelos policiais ao receber os animais pelos Correios.

Segundo as investigações, o suspeito receberia a entrega no local de trabalho, onde foi abordado pelos agentes. Ao abrir o pacote, foi comprovada a existência de duas iguanas e dois jabutis como encomendas. Os animais estavam acondicionados de forma precária dentro de meias, sendo caracterizado maus-tratos a animais.

O investigado alegou ter adquirido as iguanas e os jabutis por meio de aplicativo de mensagem, com um vendedor do estado de São Paulo. Informou, ainda, ter pago R$ 1 mil pelos animais.

O homem foi encaminhado à delegacia, onde foi lavrado Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Os animais foram recolhidos e levados à Fazenda Laboratório do Centro Universitário de Formiga (Unifor/MG), onde receberão atendimento médico-veterinário e ficarão custodiados.

A ação foi realizada com troca de informações entre a Delegacia Especializada em Investigação de Crime contra a Fauna, do Departamento Estadual de Investigação de Crimes contra o Meio Ambiente (Dema), e a Delegacia de Polícia Civil em Piumhi.

Animais silvestres

Nos primeiros sete meses deste ano, o Instituto Estadual de Florestas (IEF) calculou que cerca de nove animais da fauna silvestre foram encaminhados ao órgão. Já as entregas voluntárias desses animais que estavam sob tutela indevida de pessoas no estado cresceram 71% no mesmo período.

Um balanço da Diretoria de Proteção à Fauna do IEF aponta que, de janeiro a julho de 2020, o Instituto recebeu 575 animais silvestres e exóticos, contra 336 no mesmo período de 2019.

Entre as espécies exóticas estrangeiras mais conhecidas entre a população estão os leões, zebras, elefantes, ursos, crocodilos, najas, entre outros. Para fins de estimação os animais exóticos mais comuns no Brasil são as aves, por exemplo, calopsitas, periquitos australianos, canários do reino e cacatuas. 

As principais espécies silvestres entregues voluntariamente por particulares nos Centros de Triagem são os psitacídeos (papagaios, araras, maritacas e periquitos), seguidos de jabutis. Em relação aos animais exóticos recebidos, destaca-se o tigre d’água americano, também conhecido como tartaruga-de-orelha-vermelha.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade