Publicidade

Estado de Minas Operação Insidiis

Suspeito de crime de pistolagem é preso no Norte de Minas

Segundo delegado, homem é integrante de uma quadrilha que teria assassinado 10 vítimas


29/07/2020 20:03

(foto: PCMG/Divulgação )
(foto: PCMG/Divulgação )
Um homem de 40 anos, suspeito de participar de uma quadrilha que teria assassinado pelo menos 10 vítimas, agindo no Nordeste de Minas Gerais, foi preso, na manhã desta quarta-feira, em Santo Antônio dos Araújos, distrito de São Sebastião do Maranhão, no Norte de Minas.
  

A prisão faz parte da operação Insidiis, deflagrada pela Polícia Civil. Além do mandado de prisão, foram cumpridos sete de busca e apreensão.

Segundo as investigações, o homem cometeu tais crimes em troca de recompensa, crime conhecido popularmente como “pistolagem”. Além desse pistoleiro, foram presos dois homens, em flagrante, por porte ilegal de armas. Segundo as primeiras investigações, eles seriam integrantes do bando de matadores.

Segundo o delegado Douglas Mota, o suspeito tinha o costume de ameaçar os moradores de Santo Antônio dos Araújos, caso fosse denunciado. Segundo testemunhas, no intuito de intimidar uma pessoa que fez a denúncia, em junho deste ano o suspeito teria disparado tiros em via pública, somente para aterrorizar.

“A prisão do investigado traz um pouco de tranquilidade para a população da região e nos permite realizar os trabalhos de Polícia Judiciária e Investigativa, sem a interferência direta desse indivíduo, já que ele tem um perfil de ameaçar testemunhas e executar seus comparsas como forma de queima de arquivo”, afirma o delegado.

Ainda de acordo com Mota, o suspeito, de alta periculosidade, geralmente executava as vítimas por meio de emboscadas durante a madrugada e em locais estratégicos, evitando testemunhas de seus crimes.

Nas buscas, foram encontradas munições e três armas de fogo, sendo um revólver calibre 38 e duas carabinas calibre 22. Em razão disso, dois suspeitos, de 45 e 60 anos, foram presos em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

Ainda de acordo com o delagado, as investigações prosseguem com intuito de capturar outros membros da quadrilha. Os três presos foram encaminhados ao Sistema Prisional. Participaram da operação 30 policiais de Santa Maria do Suaçuí, Guanhães, Sabinópolis, Virginópolis, São João Evangelista, Peçanha e a Delegacia Regional de Capelinha.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade