Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Medicamento: sem envio do Ministério da Saúde, governo de Minas fala em permuta

Secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, afirmou que entende que outros estados, em iminência de desabastecimento, recebam antes de Minas


postado em 14/07/2020 13:30 / atualizado em 14/07/2020 14:36

(foto: Pixabay/Reprodução)
(foto: Pixabay/Reprodução)

O secretário de Estado da Saúde de Minas, Carlos Eduardo Amaral, afirmou que foi aprovada deliberação que permite a permuta de medicamentos entre hospitais da rede pública. A medida seria uma forma de garantir o fornecimento de medicamentos essenciais em unidades de terapia intensiva (UTI), como como anestésicos e bloqueadores neuromusculares, que estão em falta.

 

Nesta semana, o Ministério da Saúde não incluiu Minas entre os Estados para receber os medicamentos. De acordo com o secretário, isso não ocorreu em função da escassez de medicamento e a necessidade de o ministério atender aos Estados com iminência de desabastecimento. "Temos inúmeros Estados em situação de desabastecimento maior que Minas", diz.

 

Carlos Amaral afirmou ainda que espera que Minas seja contemplada no próximo envio a ser realizado pelo Ministério da Saúde. Ainda, segundo o secretário, a Secretaria de Estado de Saúde deverá fazer a compra de medicamentos. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade