Publicidade

Estado de Minas

Apesar da pandemia, tradição dos tapetes de Corpus Christi é mantida

Sem procissões ou missas, féis da igreja católica vão celebrar a eucaristia em casa nesta quinta-feira


postado em 11/06/2020 12:07 / atualizado em 11/06/2020 15:10

Ver galeria . 11 Fotos Tapete simbólico foi montado na Praça Santa Rita, em SabaráJuarez Rodrigues/EM/DA Press
Tapete simbólico foi montado na Praça Santa Rita, em Sabará (foto: Juarez Rodrigues/EM/DA Press )


A pandemia do novo coronavírus não impediu que fiéis da igreja católica repetissem a tradição dos tapetes de serragem no feriado de Corpus Christi, mesmo sem procissões e missas presenciais. 

Em Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, um grande tapete enfeita a Praça Santa Rita, no centro histórico, com o desenho da hóstia e do vinho sagrado. Logo abaixo, estão os dizeres “Vai passar, tenha fé”. 

O tapete foi montado pela prefeitura de forma simbólica nesta quinta-feira. A equipe usava máscaras para evitar a COVID-19. No entanto, alguns pedestres foram vistos nas ruas hoje sem o item essencial para a saúde. Nas redes sociais, o Município divulgou um vídeo ensinando como confeccionar os tapetes de forma segura. Veja:


 
A tradição também foi mantida em Jaboticatubas, também na Grande BH, onde os trabalhos começaram ainda na madrugada. 

Luiz Filipe de Melo, 23 anos, é coordenador responsável pela montagem dos tapetes. Ele faz parte da  Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Jaboticatubas.  “Nós costumávamos fazer na rua principal da cidade. Mas, devido à pandemia, fizemos na Praça da Matriz”, disse.

Ele afirma que 20 pessoas participaram da montagem: “Respeitamos o distanciamento social, o uso de máscaras e o álcool gel para higienização”, afirmou.

Ele disse que a montagem é importante pois a tradição ressurgiu na cidade há quatro anos por um grupo de jovens: “tradição havia morrido na nossa cidade.”


Tapete com a imagem de Jesus Cristo sendo montado em Jaboticatubas(foto: Luiz Filipe de Melo Gonçalves/Arquivo pessoal)
Tapete com a imagem de Jesus Cristo sendo montado em Jaboticatubas (foto: Luiz Filipe de Melo Gonçalves/Arquivo pessoal)


Na capital mineira, fiéis também confeccionaram os tapetes de serragem na Igreja da Boa Viagem, na Região Centro-Sul da cidade. Os fiéis aproveitaram as peças para homenagear os profissionais da saúde que trabalham no combate à COVID-19.

Com os templos fechados, a Arquidiocese de Belo Horizonte orienta que os católicos acompanhem a celebração da eucaristia em transmissões online das paróquias e da própria Arquidiocese, pela TV e rádio. 




O que é o coronavírus?

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.


Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.


Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia


Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

Gráficos e mapas atualizados: entenda a situação agora
Vitamina D e coronavírus: o que já sabemos
Coronavírus: o que fazer com roupas, acessórios e sapatos ao voltar para casa
Animais de estimação no ambiente doméstico precisam de atenção especial
Coronavírus x gripe espanhola em BH: erros (e soluções) são os mesmos de 100 anos atrás
Vídeo: coronavírus, quando isso tudo deve acabar?





Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade