Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Coronavírus adiou 61% dos casamentos do primeiro semestre

Segundo pesquisa do site iCasei, mais de 3.500 noivos cadastrados na plataforma adiaram a cerimônia desde o início de março


postado em 12/05/2020 18:08 / atualizado em 12/05/2020 18:51

Apenas 2,66% dos noivos que participaram da pesquisa cancelaram o evento(foto: Reprodução iCasei)
Apenas 2,66% dos noivos que participaram da pesquisa cancelaram o evento (foto: Reprodução iCasei)

Com o isolamento social, muitos eventos foram cancelados ou adiados. Entre eles, os casamentos. Segundo pesquisa do site de casamentos iCasei, nada menos que 61% das cerimônias matrimoniais marcadas para o primeiro semestre de 2020 mudaram de data. Desde março deste ano, mais de 3.500 noivos adiaram o matrimônio na plataforma on-line. Os casais que preferiram manter a data tiveram de optar pela cerimônia virtual.

De acordo com a pesquisa do iCasei, setembro e outubro estão sendo os meses favoritos para a remarcação. O estudo completa que 32% dos noivos não precisaram adiar ou ainda estão aguardando um pouco mais para tomar uma decisão. Além disso, 41% dos noivos admitem incerteza sobre o momento e o cenário dos próximos meses.

Neste sentido, 60% dos casais deram uma pausa na organização do matrimônio por não se sentirem confortáveis para estabelecer uma data. Mas somente 2,66% cancelaram o evento e não têm planos de retomar. Os principais motivos para o cancelamento são a impossibilidade de realização do evento por conta da quarentena e a dificuldade financeira e emocional em seguir com o planejamento.

Os noivos que estão replanejando o casamento também estão encontrando dificuldades, visto que precisam conciliar datas com os fornecedores. Segundo a pesquisa do iCasei, 31% dos casais já haviam contratado bufê ou o local da cerimônia; 21%, a decoração e 17%, a assessoria e cerimonial.

Além dos noivos, 64% dos fornecedores de serviços matrimoniais também têm dificuldade em “sincronizar a agenda com os outros fornecedores” e citam a falta de espaço livre na agenda como um desafio. Apesar dessa situação, 82% dos casais disseram não ter tido custos adicionais por conta das alterações na data do matrimônio devido à pandemia.

O estudo da plataforma de casamentos online iCasei aconteceu no período 23 a 30 de abril e teve 1.681 participantes. A pesquisa completa está disponível neste link.

Fornecedores

O iCasei também entrevistou os fornecedores de serviço matrimonial, como floristas e donos de bufê, durante o período 27/4 e 4/5. Segundo os dados, a queda de novos contrato (50%) e cancelamentos (16%) como os principais fatores que os impactam economicamente. Além disso, os fornecedores estão encontrando dificuldades para remarcar os serviços visto que os noivos não têm certeza da nova data.

Na tentativa de se adaptar a essa situação, 75% dos fornecedores estão oferencendo aos clientes alguma promoção ou laçando algum produto novo, indica a pesquisa.

Casamento virtual

Como forma de se adaptar à pandemia, alguns casais procuram realizar a cerimônia on-line. Pensando nisso, o iCasei está transmitindo ao vivo os casamentos no site. Segundo Luis Machado, CEO do iCasei, essa ferramenta tem como objetivo ajudar os casais que querem manter a data da cerimônia.

"Estamos utilizando diversas redes sociais e plataformas de vídeo. O iCasei está trazendo a possibilidade de fazer isso dentro do site de casamento dos noivos, com uma forma rápida, prática e segura - já que um dos recursos disponíveis é a proteção do site por senha. Ou seja, somente os convidados do casal terão acesso ao site e, por consequência, à transmissão da cerimônia", explica Luis.

*Estagiária sob supervisão da editora Liliane Corrêa


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade