Publicidade

Estado de Minas

Adolescente suspeito de matar travesti é apreendido em operação de BH

Segundo a PM, ele tem cerca de 30 passagens pela polícia por diversos crimes, entre eles outro assassinato


13/03/2020 12:42 - atualizado 13/03/2020 12:54

Viaturas saindo de uma das companhias do batalhão para a operação hoje(foto: Polícia Militar/Divulgação)
Viaturas saindo de uma das companhias do batalhão para a operação hoje (foto: Polícia Militar/Divulgação)


Policiais militares apreenderam, na madrugada desta sexta-feira, um adolescente de 17 anos suspeito de matar uma travesti ontem no Bairro Granja de Freitas, Região Norte de Belo Horizonte. Segundo a polícia, o crime foi cometido com uma arma roubada de um guarda municipal. Ele também é suspeito de outro homicídio, uma tentativa e outros crimes. 

A ação ocorreu durante mais uma operação “Êxodo 20:13”, ação desencadeada aos fins de semana em aglomerados da Região Centro-Sul de Belo Horizonte para combater homicídios, tráfico de drogas e porte ilegal de armas de fogo. 

A travesti de 51 anos foi assassinada na manhã de ontem. O suspeito foi localizado nesta madrugada na Vila Marçola, no Aglomerado da Serra, onde estava acompanhado de outro menor da mesma idade. De acordo com a PM, o adolescente confessou o crime e disse que tinha uma rixa com a vítima, que piorou depois que ela teria jogado uma garrafa de café no rosto dele. 

A arma usada no crime foi roubada de um guarda municipal no último dia 4 no Bairro Cidade Jardim Taquaril, Região Leste da cidade.

(foto: Polícia Militar/Divulgação)
(foto: Polícia Militar/Divulgação)


Ainda segundo a polícia, o adolescente já tem cerca de 30 passagens pela polícia por crimes diversos e já é conhecido da polícia por não demonstrar arrependimento. Somente neste ano, ele foi apontado como suspeito de atirar em um ex-parceiro de crimes, em um homem suspeito de furtar drogas de uma boca de fumo, confessou ter matado um homem de 39 anos suspeito de abusar sexualmente das enteadas, além do crime contra a travesti. O outro adolescente apreendido teria dado carona ao primeiro após o assassinato do suspeito de estupro, segundo um dos militares que estava na ação.

Na mesma operação, policiais prenderam dois jovens de 18 e 26 anos após a denúncia de que eles esconderiam armas de fogo e produtos de furto em uma casa. Lá foram apreendidos um revólver calibre 38 com quatro munições e dois celulares. 

A operação Êxodo 20:13, que faz referência ao versículo bíblico “Não matarás”, continua até domingo. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade