Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Afluente do Rio Velhas em Nova Lima sofre com esgoto, lixo e entulho

O Córrego Estrangulados, que tem aparência cristalina, amanheceu vermelho, sugerindo mais um despejo de materiais de construção de empreendimentos naquela região


postado em 25/09/2019 09:12 / atualizado em 25/09/2019 10:45

Córrego Estrangulados amanheceu turvo. Águas eram cristalinas(foto: Leandro Couri/EM/D.A.Press)
Córrego Estrangulados amanheceu turvo. Águas eram cristalinas (foto: Leandro Couri/EM/D.A.Press)
A água límpida que corre pelo bosque escureceu com a poluição por esgoto, lixo e detritos de construção. Moradores e comunidade do Vale do Sereno, em Nova Lima, na Grande BH, denunciam o que consideram descaso das autoridades e da prefeitura na fiscalização do Córrego Estrangulados, um dos afluentes do Alto Rio das Velhas, manancial responsável por abastecer 70% do consumo da capital mineira.

(foto: Leandro Couri/EM/D.A.Press)
(foto: Leandro Couri/EM/D.A.Press)


Nesta manhã (25), o córrego, que tem aparência cristalina, amanheceu vermelho, sugerindo mais um despejo de materiais de construção de empreendimentos naquela região. A empresária e moradora da região, Luciana Braga, afirma que já denunciou as agressões ao meio ambiente neste corpo hídrico, e atesta que as investidas estão cada vez mais frequentes.

"Passo por aqui todos os dias, há 5 anos e, de uns tempos para cá, está sendo difícil ver este córrego limpo", disse.

Moradores informam que poluição no córrego tem sido frequente(foto: Leandro Couri/EM/D.A.Press)
Moradores informam que poluição no córrego tem sido frequente (foto: Leandro Couri/EM/D.A.Press)
O Córrego Estrangulados é afluente direto do Córrego dos Cristais que, por sua vez, deságua no Córrego dos Macacos, grande tributário do Rio das Velhas na sua porção alta. A reportagem aguarda posicionamento da Copasa, Secretaria estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e da Prefeitura de Nova Lima sobre o caso.


Publicidade