Publicidade

Estado de Minas

Condutor inabilitado e alcoolizado capota carro em rodovia mineira

Motorista seguia pela BR-265, quando perdeu o controle da direção em uma curva. Resultado do teste do bafômetro deu quase três vezes o valor considerado crime de trânsito


postado em 03/09/2019 16:48 / atualizado em 03/09/2019 18:02

Acidente aconteceu na BR-265, em São João del-Rei, na Região Campo das Vertentes(foto: Reprodução/Google Street View)
Acidente aconteceu na BR-265, em São João del-Rei, na Região Campo das Vertentes (foto: Reprodução/Google Street View)

A irresponsabilidade de um homem poderia ter provocado uma tragédia em Minas Gerais. O condutor, de 44 anos, que não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH), ingeriu bebidas alcoólicas e assumiu a direção de um veículo. O resultado não poderia ser diferente. O carro capotou ao passar por uma curva. Ele teve apenas ferimentos leves. O resultado do teste do etilômetro eu quase três vezes o valor considerado crime de trânsito.

O acidente aconteceu na madrugada desta terça-feira. Por volta das 1h, o motorista seguia em uma Parati, com placas de Barbacena, no sentido São João del-Rei / Barbacena. Próximo ao km 252, em São João del-Rei, na Região do Campo das Vertentes, o veículo capotou. Segundo a Polícia Militar (PM), o condutor,  Welderson dos Santos, afirmou que perdeu o controle em uma curva para esquerda.

O carro capotou várias vezes, e parou com as rodas para o alto às margens da rodovia. Segundo o Corpo de Bombeiros, o homem estava inconsciente. Ele foi imobilizado e levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade. Ele sofreu escoriações pelo corpo.

Várias irregularidades foram registradas pela Polícia Militar Rodoviária (PMRv). O condutor não possuia CNH, e o veículo estava com a documentação atrasada. Por causa disso, foi apreendido. No boletim de ocorrência, consta que o motorista admitiu que ingeriu quatro latas de cerveja antes de dirigir.

O teste do bafômetro comprovou a embriaguez. O resultado foi de 0,92 miligramas por litro de ar expelido. O resultado é quase três vezes mais alto de 0,33 mg/l, que é considerado crime de trânsito. O homem foi encaminhado para a delegacia onde vai responder pelo crime. Ele vai receber multa de R$ 2.934,70, e ainda vai responder criminalmente.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade