Publicidade

Estado de Minas

Idosa desaparece por 16 horas ao cair no golpe do falso sequestro em Belo Horizonte

Criminosos ligaram para idosa e a fizeram acreditar que parentes estavam sequestrados


postado em 11/07/2019 17:53 / atualizado em 11/07/2019 18:58

(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A.Press)
(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A.Press)
Uma idosa de 73 anos foi vítima de um falso sequestro pelo telefone na noite desta quarta-feira, em Belo Horizonte. A vítima, que acreditou que a filha e a bisneta haviam sido raptadas, foi até um hotel, a mando dos bandidos, e ficou cerca de 16 horas em contato com o grupo. Acredita-se que os criminosos sejam do Rio de Janeiro e que estão presos.

De acordo com a Polícia Civil, por volta das 19h, um homem ligou para uma idosa que mora no Bairro Paraíso, na Região Leste de BH. Estrategicamente, fez algumas perguntas e, em seguida, anunciou o sequestro. Os bandidos pediram R$ 20 mil para que as familiares da idosa fossem soltas.

Foi então que exigiram que a idosa fosse até um shopping sacar o dinheiro. Porém, como passava das 19h, ela não conseguiu efetuar a retirada. Com isso, eles ordenaram que ela fosse até um hotel e deixasse um bilhete com um número de telefone dos bandidos na casa dela. E assim ela fez para que o resto da família, quando chegasse em casa, pensasse que ela havia sido sequestrada. O tempo todo eles colhiam informações e as usavam para fazê-la acreditar que as parentes estavam em cativeiro. Com medo, a idosa não chamou a polícia.

Foi então que a família chegou na casa da idosa e encontrou o papel com um número de telefone. Os familiares contaram que ela não tinha o hábito de sair sem avisar e, por isso, decidiram ligar no número que estava anotado no papel.

O filho e a cunhada contaram à polícia que logo os bandidos disseram que a idosa havia sido sequestrada. Como já haviam colhido muitas informações com a senhora, eles fizeram os familiares acreditarem que estavam com ela. Os bandidos pediram R$ 10 mil para libertá-la.

Depois de uma noite em negociação com os criminosos, o filho e a cunhada da idosa chamaram a polícia. Por volta das 11h30, a corporação a encontrou em um hotel e a família se reencontrou.

A polícia acredita que os bandidos estão em um presídio do Rio de Janeiro. Mas não é possível rastreá-los. A família prestou depoimento nesta tarde e todos passam bem.

 

 


Publicidade