Publicidade

Estado de Minas

Delegacia Virtual completa cinco anos e registra mais de um milhão de ocorrências

Ocorrências mais registradas em Minas são de extravio de documentos, acidente de trânsito sem vítima e extravio de objetos pessoais


postado em 30/04/2019 17:49 / atualizado em 30/04/2019 17:54

Perdeu um documento ou objetos pessoais? Envolveu-se em acidente sem vítimas? Sofreu algum dano ou teve algum familiar desaparecido ou localizado? Desde 2014, esses fatos podem ser registrados pela Delegacia Virtual, de onde a pessoa estiver, na rua, em casa ou no trabalho, sem a necessidade de comparecer a uma delegacia.

O aplicativo foi lançado em 30 de abril de 2014 e, até então, foram feitos 1.099.340 registros. De acordo com a Polícia Civil de Minas Gerais, a ocorrência com maior registro no estado é de “extravio de documentos” com 737.300, o que representa 68% dos fatos, seguido de “acidente de trânsito sem vítima”, com 25,2% (291.608) e “extravio de objetos pessoais”, com 5,6% (61.506). Os dois últimos são “danos”, com 0,6% (6.171) e “comunicação de pessoa extraviada ou desaparecida”, 0,2% (2.683).

O Superintendente de Investigação e Inteligência Policial, Delegado-Geral Ivan José Lopes, destaca a importância da ferramenta. “A Delegacia Virtual traz celeridade e eficácia ao registro de ocorrência, trazendo comodidade ao cidadão, que pode registrar o fato no ambiente virtual e reduzir o tempo de espera nas delegacias e nos postos de atendimento da Polícia Militar”, afirma.

A Delegacia Virtual é um serviço de solicitação de registro de ocorrências, disponível para computadores e celulares para fatos ocorridos em Minas Gerais, no prazo de até 30 dias. “É importante a população saber que as ocorrências registradas na Delegacia Virtual e em delegacias físicas têm o mesmo valor legal. Ela é aceita por bancos, seguradoras de veículos e em qualquer outro lugar”, explica o Superintendente.

Como funciona

O cidadão pode ter acesso à plataforma pelo site delegaciavirtual.sids.mg.gov.br. O registro de ocorrências na Delegacia Virtual é feito com o preenchimento de formulários que são apresentados, gradativamente, na tela.

Após envio dos dados ao sistema, a ocorrência passará por uma triagem. Em até 15 minutos, é emitida uma mensagem ao solicitante com o número do Registro de Eventos de Defesa Social (Reds), antigo boletim de ocorrência, e a forma de acessá-lo no site do Sistema Integrado de Defesa Social (Sids). Com esse acesso, é possível imprimir o Reds. Se os técnicos da triagem tiverem alguma dúvida sobre a ocorrência, o cidadão será orientado a procurar uma delegacia.

A triagem dos registros feitos pela Delegacia Virtual é realizada por uma equipe de policiais e analistas, que trabalha 24 horas, em esquema de plantão, na sede da Superintendência de Investigação e Inteligência Policial (SIIP).


Publicidade