Publicidade

Estado de Minas

Juíza suspende expediente de fórum de Barão de Cocais por três dias

Portaria da magistrada Renata Nascimento Borges cancela trabalhos no Fórum Desembargador Omar Avelino Soares até quarta-feira devido a elevação do risco em barragem da Vale


postado em 24/03/2019 14:31 / atualizado em 24/03/2019 14:35

(foto: Reprodução/Google Street View)
(foto: Reprodução/Google Street View)

 

O medo que se espalhou pela cidade de Barão de Cocais, na Região Central do estado – diante da situação iminente de rompimento da Barragem Sul Superior, da Vale – motivou a juíza Renata Nascimento Borges suspender o expediente forense por três dias no município. Com isso, o Fórum Desembargador Omar Avelino Soares ficará fechado nestas segunda, terça e quarta-feira (25, 26 e 27), sem necessidade de comparecimento dos servidores.


Assim, as “medidas urgentes” serão atendidas pela mesma magistrada na comarca de Santa Bárbara, cidade vizinha a Barão de Cocais. Com a medida, todas as audiências marcadas para os próximos três dias serão remarcadas para outra data. Já os prazos processuais que se encerrariam nestes dias vão vencer no próximo dia útil, ou seja, nesta quinta-feira (28).


A elevação para o nível 3, o último antes do rompimento de uma represa, aconteceu na última sexta-feira, quando sirenes tocaram na Barragem Sul Superior. Trata-se de uma das 10 barragens de alteamento a montante (mesmo tipo das que causaram tragédias em Brumadinho e Mariana) inativas remanescentes da Vale. A estrutura está incluída no programa de descomissionamento anunciado pela mineradora.


Moradores das comunidades próximas à barragem haviam sido retirados do local no começo de fevereiro. Ao todo, 452 pessoas saíram às pressas de suas casas naquela ocasião, durante a madrugada de uma sexta-feira, após o acionamento dos sinais sonoros de emergência. As medidas, segundo a Vale, faziam parte do Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração (PAEBM).


Agora, a preocupação se dá com pessoas que moram na zona secundária, onde a lama demoraria 1h12 para chegar. A Defesa Civil marcou para esta segunda-feira um treinamento para dar orientações a cerca de 6 mil habitantes dos bairros situados neste local.




Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade