Publicidade

Estado de Minas

'Zorro apaixonado' homenageia esposa com flores e cavalo branco em BH

É isso mesmo que você leu


postado em 19/03/2019 18:18 / atualizado em 19/03/2019 19:21

Cenas da homenagem no bairro Planalto, Zona Norte da capital mineira(foto: Reprodução/ Instagram)
Cenas da homenagem no bairro Planalto, Zona Norte da capital mineira (foto: Reprodução/ Instagram)

Montado na égua branca Lua, o telhadista Caio Renilton, de 43 anos, encarou o calor de 30 graus e as buzinas de quem não entendeu, em meio ao rush, o raro gesto de um apaixonado. No caos do trânsito da avenida, ele acenava, debaixo de uma capa preta, máscara e chapéu de Zorro, para quem buzinava - fazer o quê? Buquê de rosas vermelhas em punho, sabia da nobreza de seu propósito e nada o demoveria. "Ainda existe homem romântico", repetiria mais tarde, para justificar a cena.



Quem passou pela Avenida Dr. Cristiano Guimarães, no Bairro Planalto, Zona Norte de Belo Horizonte, na tarde desta terça-feira se deparou com o herói mascarado, criado em 1919 pelo americano Johnston McCulley, montado num cavalo branco, dando flores à veterinária Nelma Maria Silva, de 53 anos, que também atua como professora na rede pública.

A todo volume no carro de som alugado, o hit sertanejo 'Veterinária', de Márcio Júnior e Geraldinho, rimava "panela" com "casar com ela" e dava o tom da coisa. Incautos poderiam supor tratar-se de um pedido de casamento, mas Caio estava era homenageando Nelma, mulher dele, por causa dos 19 anos de união.



A cena inusitada causou a esperada comoção nos transeuntes, que sacaram celulares e registraram em vídeo e fotos o momento. Caio explica as referências éticas e estéticas da cena: "O Zorro eu achei um personagem bacana porque eu tenho um cavalo branco. Como toda princesa sonha em um príncipe encantado chegando com um cavalo branco, eu quis mascarar e no lugar de espada, eu preferi chegar com um buquê de rosas. Porque precisamos reagir a este mundo cheio de notícias de violência contra as mulheres".

Caio, o Zorro que parou o trânsito(foto: Reprodução/ Instagram)
Caio, o Zorro que parou o trânsito (foto: Reprodução/ Instagram)
"Tinha um carro de som tocando a música da veterinária, saí na porta do consultório para ver e vi um Zorro, na minha égua, com buquê de flores. Foi muito legal", conta Nelma. Ela diz que, claro, sentiu vergonha dos colegas ("imagina o que eu estou passando"), mas garante: "Adorei, muito romântico!" Sobre o aniversário de 19 anos de casamento, Nelma tem receita menos, digamos, encantada, para a durabilidade da relação: "Amor, respeito e paciência."

Embora Caio tenha feito fama com a cena no Planalto, o casal na verdade mora em Santa Luzia. O trajeto até o trabalho da esposa, aliás, foi feito levando Lua em uma carretinha. Nas proximidades da clínica veterinária, a montaria foi preparada.

Ao fim do dia, Nelma ainda suspirava a lembrança da marcante surpresa. Sobre concordar ou não com a afirmação de que "toda princesa sonha com um príncipe em um cavalo branco", ela se sai com elegância: "Com tanta maldade e tragédia, uma demonstração de amor é algo muito bom para todas".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade