Publicidade

Estado de Minas

Parentes e amigos se despedem de vítima do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho

O corpo foi enterrado na tarde deste domingo em Córrego do Feijão. Ela deixa quatro filhos e dois netos


postado em 10/02/2019 17:00 / atualizado em 10/02/2019 18:04

Enterro ocorreu no Cemitério Recanto da Saudade, que fica ao lado do centro de operações montado pelas autoridades no campo do Córrego do Feijão(foto: Sidney Lopes/EM/DA Press)
Enterro ocorreu no Cemitério Recanto da Saudade, que fica ao lado do centro de operações montado pelas autoridades no campo do Córrego do Feijão (foto: Sidney Lopes/EM/DA Press)
Brumadinho - Foi enterrada na tarde deste domingo, no Córrego do Feijão, distrito de Brumadinho, na Grande BH, o corpo de Dirce Dias Barbosa, de 41 anos, funcionária de uma empresa terceirizada da Vale e uma das vítimas do rompimento da barragem da mineradora. Até o momento 165 corpos já foram resgatados e 156 devidamente identificados pelo Instituto Médico Legal (IML). Outras 160 pessoas estão desaparecidas.

O enterro ocorreu no Cemitério Recanto da Saudade, que fica ao lado do centro de operações montado pelas autoridades no campo do Córrego do Feijão. Parentes de Dirce, que deixa quatro filhos e dois netos, precisaram ser amparados pela emoção da despedida. Segundo o irmão de Dirce, Adriano Dias Barbosa, ela tinha um sonho de ter a própria casa, já que morava de aluguel e sustentava a família.

“Minha irmã era funcionária antiga terceirizada da Vale que praticamente dava a vida por aquela empresa. Até mesmo doente ela trabalhava. Era uma mulher humilde, simples e tinha muitos amigos na Vale”, afirma Adriano. Ele conta que também perdeu três primos e uma ex-cunhada no desastre com a barragem da Vale. “É muito doloroso para nós que somos muito presentes na comunidade, então o impacto é bem maior”, afirma. O enterro de Dirce foi acompanhado por dezenas de pessoas, que aplaudiram o momento em que ela foi sepultado sob um clima de muita emoção na tarde deste domingo.


Publicidade