Publicidade

Estado de Minas

Polícia Civil vai a Brumadinho para atender familiares de vítimas desaparecidas

Segundo balanço divulgado nessa quarta, pelo menos 16 vítimas ainda aguardavam identificação no IML de BH. Familiares de desaparecidos podem fazer coleta de DNA em Brumadinho hoje


postado em 07/02/2019 10:59 / atualizado em 07/02/2019 11:13

(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press - 02/02/2019)
(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press - 02/02/2019)


Para ajudar na identificação das vítimas desconhecidas que ainda estão no Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte, uma equipe da Polícia Civil foi hoje a Brumadinho, na região metropolitana, para coletar material de DNA e arcada dentária dos familiares de vítimas desaparecidas após o rompimento da barragem da Vale em 25 de janeiro. 

O posto da polícia foi montado na Estação do Conhecimento e realizará atendimento das 9h às 17h desta quinta-feira. Segundo a Polícia Civil, essas pessoas devem levar ao local “pertences exclusivos do desaparecido (escova de dente, lâminas de barbear, pentes ou escova de cabelo, cueca, boné, blusa com gola e manga)”, além de “radiografias dentárias e/ou médicas, ficha odontológica (modelos de gesso, fotografias) e outros documentos relacionados a tratamentos dentários”. 

Ainda segundo a polícia, deve ser seguida seguinte ordem para a coleta de DNA:

1-Pai e mãe (melhor opção)

2-Pai ou mãe acompanhados de irmãos biológicos (de sangue) do desaparecido

3-Filhos(as) do desaparecido acompanhados da mãe ou pai biológico

4-Filhos(as) do desaparecido

5- O maior número possível de irmãos (no mínimo 2 consanguíneos)

6. Excepcionalmente avós, tios e primos

Segundo a última atualização das forças de segurança que atuam em Brumadinho, 150 corpos de vítimas foram resgatados em 13 dias de buscas. Destes, 16 continuavam sem identificação no Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte. Outras 182 pessoas continuam desaparecidas. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade