Publicidade

Estado de Minas

Justiça libera R$ 13 milhões da Vale para ressarcir governo de Minas

A quantia virá dos R$ 1 bilhão bloqueados da mineradora no mesmo dia do rompimento da barragem B1 da mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho


postado em 06/02/2019 21:51 / atualizado em 06/02/2019 22:43

(foto: Douglas Magno / Divulgação Bombeiros MG)
(foto: Douglas Magno / Divulgação Bombeiros MG)

A Justiça liberou R$ 13 milhões da Vale para que a mineradora possa ressarcir o estado de Minas Gerais pelas despesas do Executivo com os serviços emergenciais da tragédia causada pelo rompimento da barragem B1 da mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, na Grande BH. Até esta quarta-feira, o estado já gastou R$ 13.447.891,50. A quantia disponibilizada à Vale virá dos R$ 1 bilhão que a Justiça bloqueou da mineradora na noite do dia 25 de janeiro, data do desastre.

Em reunião realizada nesta quarta-feira, a Vale se comprometeu a pagar o estado. De acordo com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), a Vale se comprometeu, ainda, a manter a atuação que já vem sendo feita nas cidades atingidas pelo desastre.

Na mesma reunião, foi apresentado à Vale um termo de ajuste com ao menos 17 medidas que a mineradora deveria realizar para conter os danos ambientais, humanos e financeiros causados pela tragédia. Na ocasião, não houve acordo e a empresa solicitou um prazo para analisar os pontos. Uma nova audiência está prevista para a próxima quinta-feira.


Publicidade