Publicidade

Estado de Minas

Ministério Público celebra diversidade e entrega honraria a personalidades mineiras

Evento de entrega da Medalha do Mérito do Ministério Público - Promotor de Justiça Francisco José Lins faz parte da Semana do Ministério Público 2018, que nesta edição discute os 30 anos da Constituição Cidadã


postado em 18/09/2018 21:25 / atualizado em 18/09/2018 23:00

O jornalista Gustavo Werneck, do Estado de Minas, recebeu sua medalha das mãos do Procurador de Justiça Jackson Rafael Campomizzi(foto: Túlio Santos/EM/D.A Press Brasil)
O jornalista Gustavo Werneck, do Estado de Minas, recebeu sua medalha das mãos do Procurador de Justiça Jackson Rafael Campomizzi (foto: Túlio Santos/EM/D.A Press Brasil)
A noite foi de homenagens no Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) nesta terça-feira durante a entrega da Medalha do Mérito do Ministério Público – Promotor de Justiça Francisco José Lins do Rego Santos. Neste ano, o órgão fez questão de premiar a diversidade, convocando representantes do movimento negro, da educação, do jornalismo, da música, do direito e de órgãos públicos aliados ao trabalho do MPMG, como o Corpo de Bombeiros, a Polícia Civil e a Polícia Militar. A heterogeneidade foi vista também na banda Abre a Roda – Mulheres no Choro, pertencente ao gênero chorinho, historicamente dominado pelos homens. 

“Este evento representa a interação do Ministério Público com outras instituições e a sociedade de modo geral. Nós temos todo um conjunto de parceiros que trabalhamos no dia-dia. É o elo que existe entre o MP e o cidadão” destacou o Procurador-Geral de Justiça de Minas Gerais, Antônio Sérgio Tonet. 

Entre os homenageados com a comenda esteve o repórter do Estado de Minas, Gustavo Werneck. Ele conquistou a honraria graças aos serviços prestados ao jornalismo mineiro e brasileiro, por meio de pautas ligadas ao patrimônio histórico e cultural e à religião. 

Entre as agraciadas a pedagoga Heley de Abreu Silva Batista – morta em outubro de 2017 na tragédia de Janaúba, no Norte de Minas, depois de lutar contra o vigia Damião Soares dos Santos para salvar seus alunos. Ela foi representada pela sua mãe, Valda Terezinha de Abreu. “É muito emocionante, lembrar de tudo que passou. Isso está acontecendo porque ela praticou aquele ato de amor. Estão todos transmitindo isso para nós. Isso é muito gratificante”, contou. A educadora também já foi contemplada com a Ordem Nacional do Mérito. 

O compositor Fernando Brant também foi lembrado. Morto em 2015, ele foi celebrado por sua contribuição como um dos expoentes do movimento musical mineiro Clube da Esquina. 

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, também foram homenageados. No entanto, os dois não puderam comparecer e serão agraciados com a honraria em uma nova oportunidade.

A medalha é entregue sempre na Semana do Ministério Público. A honraria leva o nome do promotor Francisco José Lins do Rego Santos desde 2002 e é regulada pelo artigo 264 da Lei Complementar nº 34 de 1994. Segundo o MPMG, ele é homenageado desde então por carregar os valores e as missões da instituição.

Confira abaixo a lista completa dos consagrados:

José Antônio Dias Toffoli – Ministro do Supremo

Hugo Nigro Mazzilli – Jurista, procurador de Justiça aposentado do MP de São Paulo

Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães – Bispo auxiliar da Arquidiocese de BH e reitor da PUC Minas

Onofre Alves Batista Júnior – Advogado-geral de Minas Gerais

Raquel Elias Ferreira Dodge – Procuradora-geral da República

Antônio Augusto Cançado Trindade – Jurista, membro da Corte Internacional de Haia

Ana Cristina Braga Albuquerque – Servidora do MPMG

Dário Vitorino de Carvalho Silva – Tenente coronel da PMMG

Elke Andrade Soares de Moura – Procuradora-geral do Ministério Público de Contas de MG

Fernando Rocha Brant (Post Mortem) – Compositor brasileiro

Gério Patrocínio Soares – Defensor público geral de Minas Gerais

Gustavo Adélio Lara Ferreira – Chefe adjunto da Polícia Civil de Minas Gerais

Gustavo de Jesus Werneck – Jornalista

Heley de Abreu Silva Batista (Post Mortem) – Professora na creche Gente Inocente (Janaúba)

Makota Célia Gonçalves Souza – Coordenadora-geral do Centro Nacional de Africanidade e Resistência Afro-Brasileira

Maurício Soares – Desembargador do TJMG presidente da Amagis

Neli de Souza Silva Medeiros – Presidente das Coopersoli Barreiro, promotora popular de Defesa Comunitária

Paulo de Souza Duarte – Secretário-adjunto da Secretaria de Estado de Fazenda

Rodrigo de Melo Teixeira –  Superintendente da Polícia Federal em Minas Gerais

Selma Maria Ribeiro Araújo – Procuradora de Justiça aposentada

Sheila Jorge Selim de Sales – Professora titular de direito penal na Faculdade de Direito da UFMG

Silvana Maria Vieira Milton – Servidora aposentada do MPMG

William dos Santos – advogado presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB/MG
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade