Publicidade

Estado de Minas

Vazamento de gás faz estação de tratamento de água ser esvaziada em Sete Lagoas

O Corpo de Bombeiros isolou uma área de um raio de três quilômetros por motivo de segurança. Nenhuma pessoa ficou ferida


postado em 20/07/2018 13:34 / atualizado em 20/07/2018 15:36

Bombeiros fizeram uma estratégia para conter o vazamento(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Bombeiros fizeram uma estratégia para conter o vazamento (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

A estação de tratamento de água de Sete Lagoas, na Região Central de Minas Gerais, teve que ser esvaziada devido ao vazamento de um cilindro de gás cloro. O Corpo de Bombeiros isolou uma área de um raio de três quilômetros por motivo de segurança. Nenhuma pessoa ficou ferida. As causas da liberação do produto ainda estão sendo investigadas.

Os bombeiros foram acionados por volta das 11h. O incidente aconteceu na estação, que está localizada na Avenida Padre Tarcísio Gonçalves, no Bairro Buganville. Foi constatado que um cilindro de 700 quilos de gás apresentou vazamento. Assim que os funcionários detectaram a situação, o local foi evacuado.

Segundo o Corpo de Bombeiros, os militares que estão no local detectaram que o problema na válvula do cilindro provocou o vazamento. Por volta das 14h30, as equipes iniciaram os trabalhos para conter o gás. Uma varredura foi feita e nenhuma vítima foi encontrada. A corporação informou que a estação está localizada em uma área rural, o que não oferece riscos a residências. 

Por meio de nota, o SAAE informou que a situação está controlada. “O vazamento de gás cloro em uma válvula foi imediatamente identificado pelo sistema de segurança evitando qualquer contado dos servidores com o produto”, informou. “O SAAE reafirma que foram tomadas todas providências cabíveis com sua equipe de segurança do trabalho”, finalizou.


Funcionários tiveram que ser retirados de dentro da estação por medida de segurança(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Funcionários tiveram que ser retirados de dentro da estação por medida de segurança (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade