Publicidade

Estado de Minas

Governo estadual paga salários e professores voltam ao trabalho

Informação foi divulgada pelo sindicato da categoria, que estava à frente das paralisações desde o dia 11. Trabalhadores seguem em estado de greve pelo pagamento no 5º dia últil


postado em 26/06/2018 19:40

O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) informou, por meio de nota pública nesta terça-feira, o fim da greve que se arrastava desde do dia 11. As atividades nas escolas estaduais, superintendências e órgãos da Secretaria de Estado da Educação serão retomadas nesta quarta-feira (27), segundo os sindicalistas.

“O governo foi notificado da paralisação e também dos seus motivos. Considerando que as duas parcelas dos salários foram pagas para a categoria, incluindo aposentados, o Sind-UTE/MG, encaminhando a deliberação do Congresso, informa o retorno das atividades nas escolas estaduais”, afirma a nota. “A categoria continuará a luta pelo direito de receber seu salário em dia, sem exclusão de nenhum setor da categoria”, completou.

De acordo com a entidade sindical, o governo estadual informou, na segunda-feira, que pagou os salários dos aposentados e a segunda parcela dos vencimentos do pessoal da ativa da educação. E, conforme decisão do Congresso do Sind-UTE/MG, a categoria paralisou suas atividades em função do não pagamento da primeira parcela dos salários no 5º dia útil do mês.

A decisão, tomada na maior instância do sindicato, teve o objetivo de pressionar o governo a retornar o pagamento para o 5º dia útil do mês. Antes do início da mobilização, a categoria realizou paralisação e manifestação em Belo Horizonte em conjunto com os trabalhadores da saúde e da Cemig, no último dia 5, pelo pagamento dos salários no 5º dia útil.

Em março deste ano, a categoria também realizou greve que teve entre suas reivindicações o pagamento no 5º dia útil. O movimento durou 40 dias e foi suspenso em abril. A categoria se mantém desde então em estado de greve.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade