Publicidade

Estado de Minas

Motorista de carro atingido por bloco de granito acorda, mas não se lembra de nada

Acidente ocorreu na tarde passada. Entre os três mortos, está um bebê de um ano. Condutor da carreta disse que tentou desviar de outro veículo quando o acidente ocorreu


postado em 19/06/2018 10:32 / atualizado em 19/06/2018 13:48

Veículo das vítimas foi atingido pela pedra. Três pessoas morreram(foto: Portal Caparaó/Divulgação)
Veículo das vítimas foi atingido pela pedra. Três pessoas morreram (foto: Portal Caparaó/Divulgação)

Segue internado na Casa de Misericórdia de Carangola o homem de 51 anos que dirigia o Siena atingido por uma pedra de granito de grande porte em um acidente na segunda-feira na MG-111, em Espera Feliz, na Zona da Mata. A peça estava em uma carreta que tombou ao tentar desviar de outro veículo. Duas mulheres e um bebê de 1 ano que estavam no carro morreram. 

Informações desta terça-feira dão conta que o condutor do carro já acordou em conversou com o filho, mas não se lembra de nada e está um pouco confuso. Ele passou por exames e vai continuar em observação. 

O acidente ocorreu por volta das 13h, no km 136. O motorista da carreta contou à Polícia Militar que dirigia no sentido Córrego Taboão/Cachoeiro do Itapemirim (ES) quando, em uma curva à direita, viu um Ford 608 vermelho invadindo a pista. Para tentar desviar, ele deu um golpe na direção para a direita, mas tombou para a esquerda, caindo sobre o Siena que seguia no sentido contrário. 

No carro estavam o homem de 51 anos, o bebê e duas mulheres de 34 e 45 anos. O veículo das vítimas foi parar debaixo do reboque. O motorista estava em estado grave e as mulheres já foram encontradas mortas. O bebê chegou a ser para a Casa de Caridade por um motorista que passou pelo local do acidente, mas morreu antes de  dar entrada no hospital. 

Os trabalhos de socorro e retirada das vítimas foram realizados por militares do Corpo de Bombeiros e equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Os corpos das vítimas foram levados para uma funerária. 

Ainda segundo a polícia, o motorista do Siena estava com a CNH vencida desde 3 de junho. Já a documentação do condutor da carreta estava regular e o teste do bafômetro mostrou que ele não consumiu álcool. A nota fiscal da carga não foi encontrada, uma vez que os papéis que estavam na cabine foram arremessados para fora quando o veículo tombou. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade