Publicidade

Estado de Minas

Motorista é suspeito de bater carro e comunicar falso roubo na Pampulha

Acidente ocorreu no Anel Rodoviário. Quando a PM chegou ao local, dupla que estava no veículo disse que o motorista fugiu


postado em 09/04/2018 12:51 / atualizado em 09/04/2018 13:04

Um homem de 31 anos é suspeito de falsa comunicação de crime em Belo Horizonte. Segundo a Polícia Militar (PM), após se envolver em um acidente no Anel Rodoviário, no Bairro Engenho Nogueira, Região da Pampulha, ele fugiu e ligou para a polícia dizendo ter sido furtado. Ele teria deixado para trás dois rapazes de 23 e 34 anos que contaram o caso à polícia e foram levados para a delegacia do Detran. 

De acordo com a Polícia Militar (PM), pouco depois das 2h uma equipe se deparou com um Hyundai i30 batido em uma mureta no km 470 do Anel Rodoviário, sentido Rio de Janeiro, com dois ocupantes. O veículo havia sido alvo de uma queixa de furto. 

Os homens no carro contaram aos policiais que estavam bebendo em um bar quando o motorista se juntou a eles. Algum tempo depois, ele convidou a dupla para ir a uma festa e eles aceitaram. O acidente ocorreu no caminho, quando o motorista perdeu o controle da direção ao tentar fazer uma ultrapassagem. Com o impacto, o carro ficou atravessado na via, fechando duas pistas. Ainda segundo os rapazes, o motorista fugiu depois do acidente.

Diante da situação, os policiais pesquisaram as chamadas e viram que a queixa de crime havia sido feita à 1h40 desta segunda, e a do acidente às 2h20. O Hyundai está no nome da mãe do motorista. Conforme os policiais, ela foi acionada e disse que o filho usa o veículo para prestar serviço a um aplicativo de transporte, mas que não sabia onde ele estava. Entre os objetos recolhidos no carro estava uma máquina de cartão de crédito. 

Ainda segundo a polícia, um dos homens que estava no local tentou fazer contato com o motorista pelo celular, dizendo que eles estavam sendo acusados de roubo e que o carro seria rebocado. A dupla foi encaminhada à delegacia do Detran, onde seria ouvida.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade