Publicidade

Estado de Minas

MG tem mais 31 casos confirmados e quatro mortes por febre amarela, segundo secretaria de Saúde

Boletim encaminhado pela pasta diz que 650 casos ainda estão em investigação. Predominância da doença é em homens, afirma relatório


postado em 20/03/2018 15:50 / atualizado em 20/03/2018 16:34

(foto: Alexandre Guzanshe/EM/DA Press)
(foto: Alexandre Guzanshe/EM/DA Press)
A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) publicou na tarde desta terça-feira o boletim semanal de monitoramento de febre amarela no estado. De acordo com o documento publicado pela pasta, 396 casos da doença foram confirmados – uma alta de 31 casos – e 137 morreram – quatro a mais do que a semana passada. Outros 650 casos ainda estão em investigação.



Segundo o levantamento semanal da SES-MG, do número total de casos confirmados, 86% são em homens e 13,2% em mulheres. O número também reflete no número de mortes, totalizando 130 mortes de pessoas do sexo masculino, e 7 do sexo feminino. "A mediana de idade dos casos confirmados é de 48 anos (0 – 88 anos). A letalidade por febre amarela em Minas Gerais no período de 2017/2018 é de aproximadamente 34,6%", diz o informe da pasta.



VACINAS De acordo com a pasta, entre os 650 casos investigados há registro de 11 pacientes que já teriam se vacinado contra a doença. A idade média dos casos que apresentaram esses históricos é de 21 anos, sendo que 63,7% são do sexo masculino. Eles receberam uma dose da vacina contra a doença com idade mediana de 5 anos – o número variou entre nove meses a 44 anos. 

Para apurar esses casos de pessoas vacinadas e que mesmo assim contraíram a doença, uma comissão, com a participação do Ministério da Saúde, foi criada. De acordo com o SES-MG, mesmo que essa hipótese esteja sendo levada em conta, a "eficácia da vacina contra febre amarela é de 95% a 98%, sendo considerada altamente eficaz e segura na prevenção da transmissão do vírus". 

COBERTURA Embora a cobertura vacinal no estado gire em torno dos 90%, a pasta publicou que ainda há uma estimativa de 1.926.054 pessoas não vacinas em Minas Gerais – principalmente na faixa-etária de 15 a 59 anos. Dos 853 municípios do estado, 24% não alcançaram 80% da cobertura; 34% têm entre 80 e 94% e 41% das cidades têm cobertura acima de 95%.

*Sob supervisão da subeditora Ellen Cristie

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade