Publicidade

Estado de Minas

Muro ameaça cair e rua é interditada no Bairro Mangabeiras

Trata-se de uma rua sem saída que precisou ser isolada e o trânsito parcialmente interditado. De acordo com a Defesa Civil, o proprietário ainda não foi identificado.


postado em 11/03/2018 17:17 / atualizado em 12/03/2018 07:28

(foto: Defesa Civil/ divulgação )
(foto: Defesa Civil/ divulgação )
Uma rua do Bairro Mangabeiras, na Região Centro-Sul da capital, precisou ser interditada no fim da tarde deste domingo, devido ao risco da queda de um muro. A Rua João Camilo De Oliveira Torres, 135, precisou ser isolada e o trânsito parcialmente interditado. De acordo com a corporação, o proprietário ainda não foi identificado.

Há seis anos, o mesmo muro cedeu no período da chuva. O engenheiro civil de minas e metalurgia Olintho Pereira da Silva, de 83 anos, contou que a própria casa, na mesma rua, corre risco de ser atingida se a mansão da rua de cima descer com o barranco contido pelo muro. “O problema existe desde a construção do bairro. Mas, há seis anos houve uma chuva muito forte que destruiu o arrimo. Desceu muita terra, muita lama”, lembrou Olintho.

Segundo ele, após anos de impasse na Justiça, a prefeitura construiu a nova estrutura. Porém há mais de 10 dias o problema se agravou e o muro ficou completamente tombado. Os moradores isolaram a área com cones até a chegada da Defesa Civil. “Não adianta destruir e construir outro muro se não for pensada uma forma de escoamento da água”, concluiu o engenheiro.

A Defesa Civil já foi acionada 35 vezes hoje, mas para casos de menor gravidade, conforme a assessoria de imprensa. 

Mais cedo, houve registro de um risco de desabamento de moradia no Barreiro, outro risco de desabamento de muro de arrimo na Região Noroeste e trincas e rachaduras em um muro também na Região Noroeste.

Também houve registros de queda de árvore por toda a cidade. Uma delas foi na Rua Bárbara Heliodora, no Bairro Lourdes, na Região Centro-Sul, onde o trânsito ficou interditado. Segundo a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans), um grande galho também caiu na Rua Maranhão, no Bairro Santa Efigênia. De acordo com o último balanço do Corpo de Bombeiros, só em março, 39 árvores foram cortadas com risco de queda, 78 espécimes já caídos foram cortados e 63 foram vistoriados na Grande BH.

Confira os maiores volumes de chuva (mm) por regional, de 0h até 7h, de domingo (11) :

Barreiro - 4,8
Centro Sul - 5,8
Leste - 5,2
Nordeste - 4,4
Noroeste - 4,8
Norte - 3,2
Oeste - 4,2
Pampulha - 3,2
Venda Nova - 2,6

ACUMULADO DE MARÇO: Maiores volumes de chuva (mm) por Regional até 7h de domingo (11):

Barreiro - 271,8 (166%)
Centro Sul - 345,5 (211%)
Leste - 306,6 (188%)
Nordeste - 318,2 (195%)
Noroeste - 340,0 (208%)
Norte - 197,8 (121%)
Oeste - 361,6 (221%)
Pampulha - 224,4 (137%)
Venda Nova - 203,8 (125%)

 

Média histórica para o mês: 163,5 milímetros
*Os valores percentuais se referem à comparação entre o que já choveu e a média histórica para março

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade