Publicidade

Estado de Minas

Chuva de fim de tarde causa alagamento e deixa trânsito lento em BH

No Venda Nova, a Avenida Vilarinho alagou, não devido ao transbordamento do córrego, mas pelo difícil escoamento das redes pluviais. Queda de energia apaga semáforos na Contorno


postado em 19/02/2018 17:47 / atualizado em 19/02/2018 19:03

Fim de tarde com nuvens pesadas e pancadas de chuva que causou transtornos em BH(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A.Press)
Fim de tarde com nuvens pesadas e pancadas de chuva que causou transtornos em BH (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A.Press)
A chuva do fim da tarde desta segunda-feira trouxe transtorno para motoristas, principalmente, no Venda Nova, devido alagamento, e Região Centro-Sul, com que de energia que deixou apagados semáforos entre os bairros São Lucas e Serra, provocando um grande engarrafamento na área.

Em Venda Nova, houve inundação na Avenida Vilarinho, entre as ruas dos Mamoeiros e Domingos Grosso. Porém, de acordo com a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de Belo Horizonte, foi um alagamento pontual, já que o nível do córrego sob a via não se elevou a ponto de transbordar. Dificuldades de escoamento dos bueiros das galerias pluviais teriam provocado a cheia. Na região, de acordo a Comdec-BH, chover 20 milímetros em 10 minutos.

Motoristas que trafegavam pela Contorno enfrentaram dificuldades em cruzamentos (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A.Press)
Motoristas que trafegavam pela Contorno enfrentaram dificuldades em cruzamentos (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A.Press)
Na Avenida do Contorno vários semáforos ficaram desativados por cerca de uma hora e meia. De acordo com a Cemig, ocorreu um problema técnico na subestação do Santa Efigênia, das 16h10 às 17h31, que responde pela distribuição de energia elétrica em parte da Centro-Sul.

Com isso, sem os sinais luminosos, houve entrave no trânsito no cruzamento das Avenidas Afonso Pena com Contorno, na Serra, e na Francisco Sales com Contorno, no Santa Efigênia, que acabou refletindo em engarrafamentos nos principais corredores da região. Segundo a empresa, houve queda de energia em outras áreas da Região Metropolitana de Belo Horizonte, mas casos pontuais que foram resolvidos.

BHtrans informou que enviou agentes para os dois locais, mas devido ao tráfego complicado, eles não haviam chegado antes do retorno da energia elétrica e da retomada da sinalização eletrônica. Em vários pontos da cidade houve casos de semáforos em flash, o que acabou prejudicando o trânsito. No começo da noite, de acordo com o site Maplink, a capital mineira registrava 95 quilômetros de tráfego lento, na maioria em corredores da área central.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade