Publicidade

Estado de Minas

Temperatura em Belo Horizonte pode passar dos 30 graus hoje e amanhã

As altas temperaturas, que chegaram ontem a 30,1 graus, e o sol inclemente obrigaram muita gente em BH a apelar para a sombrinha ao sair de casa


postado em 18/01/2018 06:00 / atualizado em 18/01/2018 07:44

Belo Horizonte registrou máxima de 30,1°C ontem e a expectativa é de 33°C entre hoje e amanhã (foto: Gladyston Rodrigues/EM/DA Press)
Belo Horizonte registrou máxima de 30,1°C ontem e a expectativa é de 33°C entre hoje e amanhã (foto: Gladyston Rodrigues/EM/DA Press)
Os belo-horizontinos que se acostumem, pois o calor não vai dar trégua esta semana. Nos próximos dias, a temperatura tende a esquentar e a capital pode registrar até amanhã o dia mais quente do ano. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a estabilidade climática permanece na capital mineira até domingo, sem previsão de chuvas. Há possibilidade de pancadas de chuva e trovoadas isoladas somente no Sul e Oeste do estado.

Hoje, a temperatura máxima prevista pode chegar aos 32 graus, com umidade relativa do ar na casa dos 30% à tarde, segundo o Inmet. Já a mínima deve ficar em torno de 20 graus. Segundo o meteorologista Luiz Ladeia, há chance de que entre hoje e amanhã as temperaturas cheguem a 33 graus, e a previsão é de que este seja um dos dias mais quentes do ano na capital mineira. Ontem, a temperatura máxima registrada na capital mineira foi de 30,1°C e a mínima 19,7°C.

Até o fim de semana, o clima permanece ensolarado e sem possibilidade de chuva na capital. Porém, segundo o Inmet, áreas de instabilidade vão se intensificar nos próximos dias e podem resultar em precipitações na Região Metropolitana de Belo Horizonte, principalmente a partir de domingo. A previsão é de que volte a chover na capital somente no início da próxima semana, como explica o meteorologista Luiz Ladeia.

A massa de ar seco mantém o tempo ensolarado com temperaturas elevadas e baixa umidade do ar em todas as regiões de Minas Gerais. Hoje, há possibilidade de pancadas de chuva e trovoadas isoladas no Sul e Oeste do estado. No Triângulo, os termômetros podem bater os 38 graus. Ontem, a maior temperatura do estado foi registrada em Aimorés, no Vale do Rio Doce, onde os termômetros marcaram 33,9°C graus.

Segundo Luiz Ladeia, a massa de ar seco também contribuirá para queda dos índices de umidade relativa do ar, que devem variar entre 20% e 30%, o que, para a Organização Mundial de Saúde (OMS) eleva o risco de problemas a saúde. “Tem um aviso em vigor e a tendência é se manter na faixa de 20% durante a tarde. De manhã, aumenta um pouco, e deve ficar em 70%, mas vai caindo no decorrer do dia, por causa da perda de umidade”, explicou o especialista.

A OMS considera o índice entre 21% e 30% como estado de atenção; entre 12% e 20%, de alerta, e abaixo de 12%, estado de emergência. O índice considerado ideal é 60%. O clima seco já predomina na capital desde o início da semana. Ontem, a umidade relativa do ar ficou em 35%. Com números tão baixos, especialistas alertam a população a tomar cuidados para evitar danos a saúde. A hidratação deve ser reforçada nas crianças, com a ingestão de bastante líquido. Os idosos também exigem atenção, pois são suscetíveis a problemas respiratórios.

Para reduzir as consequências do clima seco, a receita é investir na hidratação, consumindo muito líquido e lavando o nariz com soro fisiológico, além de hidratar a pele. O período recomendado para a prática de atividades físicas é antes das 10h e após as 17h. Outras orientações são usar roupas frescas, fazer refeições leves, incluindo frutas e verduras e usar sombrinha ou guarda-chuva para andar nas ruas no período mais quente.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade