Publicidade

Estado de Minas

Jovem presa com tabletes de maconha e crack em ônibus no Terminal JK

Denúncia anônima levou à mulher de 26 anos, que seguiria com 16 tabletes de maconha e porções de crack para Nanuque, no Vale do Jequitinhonha


postado em 08/08/2017 21:09 / atualizado em 08/08/2017 23:25

Droga estava em bagagem da jovem que havia embarcado no coletivo(foto: PMMG/Divulgação)
Droga estava em bagagem da jovem que havia embarcado no coletivo (foto: PMMG/Divulgação)

Uma jovem foi presa na noite desta terça-feira quando tentava embarcar em um ônibus no Terminal JK, no Bairro Santo Agostinho, Centro-Sul de Belo Horizonte, com 16 tabletes de maconha e mais uma porção de crack. Militares da 5ª Companhia do 1º Batalhão da PM receberam uma denúncia anônima sobre o transporte da droga. Na abordagem à estudante de pedagogia J.P.B, de 26 anos, ela confessou a posse do material.

A mulher, que é casada e tem uma filha de 5 anos, mora no Bairro Riacho das Pedras, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Ela contou aos PMs que pegou a droga com uma amiga, em Contagem, e levaria até a rodoviária de Nanuque, no Vale do Jequitinhonha, onde alguém a procuraria para receber o material. Pelo serviço de “mula”, como são conhecidas pessoas que fazem esse tipo de transporte, receberia R$ 1 mil.

J. foi detida no interior de um ônibus de fretamento que seguia para Nanuque. De acordo com o sargento Wander de Paula Souza, da 5ª Cia., ela não deu informações sobre a amiga e nem o endereço dela, para que os militares chegassem até o responsável pelo entorpecente. Segundo disse, seu marido não sabia que viajaria.

Os coletivos partem do terminal e, com frequência, são monitorados por policiais do serviço de inteligência (P2) do 1º BPM. Porém, segundo o sargento, somente com a participação das pessoas denunciando situações suspeitas é possível identificar criminosos como a estudante presa em flagrante, que vai responder por tráfico de drogas. Ela foi levada para a Central de Flagrantes II e agora a Polícia Civil vai investigar quem são os comparsas dela nesse esquema que estaria usando ônibus fretados.

(RG) 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade